Equipe ASW planeja largada com o pé direito no Rally Dakar

José Hélio, Dimas Mattos, Carlos Ambrósio e João Tagino já estão preparados para desbravar as planícies da primeira etapa neste sábado (3)

Largar com o pé direito é o objetivo da equipe ASW no primeiro dia de disputas do Rally Dakar. Neste sábado (3), eles dão início a uma das mais importantes competições off-road do mundo entre os 530 competidores inscritos na edição 2009, que desta vez será disputada nas trilhas da Argentina e do Chile, até o dia 17 de janeiro. O grupo formado pelo tetracampeão do Rally dos Sertões, José Hélio, pelo experiente Dimas Mattos, por Carlos Ambrósio e por João Tagino, está concentrado em Buenos Aires – local de onde sairão os competidores para a primeira etapa – desde segunda-feira, cuidando de cada detalhe. Ainda hoje, eles participam da largada promocional que será realizada no Obelisco, em Buenos Aires.

O trecho entre a cidade de Buenos Aires e Santa Rosa foi o escolhido para a p rimeira etapa. Com 733 quilômetros de extensão, sendo 371 km de especiais, será o primeiro desafio da equipe por conta da longa distância. A competição contará com 14 etapas até o final.

Apesar da experiência em provas internacionais, José Hélio irá disputar o Rally Dakar pela primeira vez e, mesmo assim, pretende incomodar adversários tradicionais como Marc Coma, da Espanha, e Cyril Despres, da França. “Vou procurar usar o conhecimento da região a meu favor.”

Os dados da região também podem ser um ponto favorável para o experiente Dimas Mattos. Além disso, o paulista já participou da prova em 2007 e chegou a ser o brasileiro mais bem colocado, até sofrer um acidente em que machucou a perna e teve de abandonar a prova. “Para os europeus, esta região é um mistério. Já disputei três provas aqui. Para mim, não é um local desconhecido”, destacou.

Carlos Ambrósio também leva para as trilhas da Argentina e do Chile a experiência da prova de 2007 e das participações nos campeonatos da região. “Vou entrar no Dakar com a mesma cabeça de 2007 que é terminar a prova. A nossa preparação foi tranqüila. Tenho a vantagem de ter participado de provas no local. Conheço ao menos o tipo de terreno. Mas, tenho certeza de que a organização deverá deixar a parte técnica bem difícil.”

Os pilotos utilizarão nas trilhas equipamento completo da linha ASW Podium 2009. A equipe ASW conta ainda com o apoio da Brasil Moto Tour (www.brasilmototour.com.br), Honda, Pirelli e Sax Logistica.