Foto: Carro da FEI foi o 10º colocado entre 97 equipes, em Michigan

Equipe brasileira de Fórmula SAE é destaque em Michigan, EUA

Foto: Carro da FEI foi o 10º colocado entre 97 equipes, em Michigan

Foto: Carro da FEI foi o 10º colocado entre 97 equipes, em Michigan

Estudantes do Centro Universitário da FEI conquistaram a 10ª colocação durante competição Fórmula SAE Michigan, nos Estados Unidos

O pódio das competições Fórmula SAE, realizadas pela SAE International nos Estados Unidos, está cada ano mais próximo das equipes brasileiras. A equipe de Fórmula SAE do Centro Universitário da FEI, de São Bernardo do Campo, SP, conquistou neste fim de semana a 10ª colocação na Fórmula SAE Michigan, em Brooklyn, Michigan, nos EUA. É a primeira vez que uma equipe brasileira aparece na lista -top ten- da tradicional competição, que reuniu 97 equipes do Japão, Canadá, Venezuela, Coreia do Sul, Singapura, Áustria e Estados Unidos, além do Brasil.

Com 626 pontos, a equipe Fórmula FEI foi, ainda, a 6ª colocada em Design, 10ª em Aceleração, 11ª no Enduro, 12ª em Apresentação, 14ª em Consumo de Combustível no Enduro e 23ª em Custos.

Das 97 equipes no Michigan International Speedway, apenas 33 carros completaram todas as provas, entre eles o Fórmula FEI, que correu o enduro no início da tarde com sol e pista seca. — Falta pouco para uma equipe brasileira conquistar o título na modalidade–, diz Murilo Duarte, integrante do Comitê Técnico do Projeto Fórmula SAE BRASIL, que acompanhou a única equipe brasileira, de 13 a 16 de maio, em Michigan.

O primeiro lugar na competição foi conquistado pela equipe austríaca TU GRAZ Racing Team, da Graz University Technology, com 833,5 pontos, seguida pela equipe RIT, do Rochester Institute of Technology, dos EUA, com 813,6 pontos; e pela equipe ETS, da Ecole de Technologie Superieure, do Canadá, com 789,6 pontos.

A equipe da FEI ganhou o direito de representar o Brasil em Michigan ao sagrar-se campeã na V Competição Fórmula SAE BRASIL-PETROBRAS, realizada ano passado em Americana/SP. A equipe desenvolveu pneus mais leves, em parceria com a Pirelli, e apostou em novo sistema de exaustão para melhorar o torque e potência do carro nos EUA.

As competições Fórmula SAE norte-americanas, atualmente realizadas na Califórnia, Virginia e Michigan, caracterizam-se pelo elevado nível técnico dos veículos, projetados e construídos por universitários de engenharia, de acordo com regras definidas pela SAE International. O Brasil estreou nos EUA em 2005 e em 2006 alcançou a 18ª colocação, na Califórnia, com a equipe V8, da Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens), a vice-campeã em Americana, no ano passado.

Com isso, a equipe V8 disputará entre 17 e 20 de junho, a Formula SAE West, em Fontana, Califórnia, com 79 equipes, do Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão, Índia, Malásia, México, Suécia e Venezuela.

Carros Fórmula SAE – Surgidos em 1978, nos EUA, os veículos Fórmula SAE possuem motores 4-tempos têm cilindrada máxima de 610 cm³ e a construção do veículo deve obedecer às normas do regulamento da competição. Além dos Estados Unidos, atualmente, as competições de carros Fórmula SAE são realizadas na Inglaterra, Alemanha, Itália, Japão, Austrália e no Brasil, que ingressou no circuito em 2004, com a Fórmula SAE BRASIL-PETROBRAS, a mais nova competição da SAE BRASIL para fomentar a especialização técnica da engenharia da mobilidade brasileira.

Besaliel Botelho, presidente da SAE BRASIL, conta que o Projeto Fórmula SAE ajuda a promover a excelência na engenharia, porque abrange todos os aspectos da indústria automotiva envolvidos com o desenvolvimento de um veículo de alto desempenho, como pesquisa, design, fabricação, testes, gestão, marketing e administração de finanças. “O projeto permite aplicar na prática os ensinamentos vistos em sala de aula e, além disso, possibilita os estudantes demonstrarem ao mercado toda sua criatividade e habilidade na engenharia”, afirma Botelho.