Equipe da FEI conquista o tricampeonato na competição Fórmula SAE

Equipe da FEI conquista o tricampeonato na competição Fórmula SAE

Equipe da FEI conquista o tricampeonato na competição Fórmula SAE

Com a vitória, os alunos da FEI vão representar o Brasil na competição SAE International, que acontecerá em Michigan, nos Estados Unidos, em 2010

Após três dias de baterias de provas, a equipe Fórmula FEI, formada por estudantes do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana), subiu ao pódio ao conquistar o tricampeonato da VI Competição Fórmula SAE BRASIL-PETROBRAS, que terminou neste domingo (8), em Americana, São Paulo. A equipe da FEI levou para o interior de São Paulo um carro com sistema de comunicação entre box e piloto e um sensor que mede a temperatura dos pneus.

A SAE BRASIL também apontou a equipe Fórmula FEI como a melhor nas provas de Aceleração, Design, Skid Pad (teste de estabilidade e aceleração lateral do veículo) e no Enduro, onde o carro percorreu 22 km de circuito de cones em 21,5 minutos.

Além do troféu de campeã e quatro placas de homenagem, a equipe da FEI ganhou jogo de pneus da Goodyear e prêmio de US$ 300 da SAE International. As empresas Multicorpos e CD-adapco também presentearam a equipe com treinamento de três dias sobre o software STAR CCM+ para cinco alunos. Ao conquistar o tri, a equipe da FEI também ganhou o direito de representar novamente o Brasil, em 2010, na SAE International, que acontecerá em Michigan, nos Estados Unidos. Em maio deste ano, a equipe da FEI conseguiu posicionar o Brasil de forma inédita ao figurar entre as 10 primeiras na Fórmula SAE Michigan.

Inovações – Entre outras inovações, o carro que disputou a competição em Americana foi equipado com sistema que permite a comunicação durante o enduro entre box e piloto, pois fornece informações e testa o desempenho, resistência e consumo do veículo na pista. Do box, os estudantes passam as informações para o piloto, que recebe os dados em tempo real via fone de ouvido e um microfone acoplado ao capacete. Outro recurso é um sensor que mede a temperatura dos pneus. O equipamento permite à equipe saber se as rodas precisam de mais cambagem, e ainda verificar como a suspensão trabalha os pneus.

Para Roberto Bortolussi, coordenador do curso de Engenharia Mecânica da FEI e responsável pelo Projeto Fórmula SAE na instituição, o envolvimento e o compromisso da equipe no projeto foi o principal fator que contribuiu para a conquista novamente do título. Bortolussi também destaca o crescente conteúdo técnico aplicado no carro. -O nosso Fórmula SAE é uma evolução do carro de 2008, tem o mesmo conceito, mas com novo design que ajudou muito na distribuição do peso-, comenta o professor, ao comemorar o resultado em Americana.

O carro – O protótipo FEI RS4 foi projetado e desenvolvido por 20 alunos dos cursos de graduação e mestrado de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica. O veículo possui motor aplicado à motocicleta Honda CBR 600RR, de 4 cilindros, 4 tempos, com duplo comando no cabeçote e 4 válvulas por cilindro, que desenvolve potência máxima de 79,8 hp a 11.800 rpm. Com chassi tubular em aço, o veículo tem direção do tipo pinhão e cremalheira, freios a disco nas 4 rodas, transmissão de 6 velocidades, rodas em alumínio e magnésio e suspensão (dianteira e traseira) com duplo braço triangular.

O carro utiliza gasolina como combustível, acelera de 0 a 100 km/h em cerca de 3,4 segundos e atinge 160 km/h de velocidade máxima em 6ª marcha. -O sistema de exaustão e a calibração do motor foram modificados para obter maior desempenho. Com isso houve um aumento de 9HP de potência e 0,5kgfm de torque-, afirma o estudante da FEI Lucas Kira. A FEI conquistou a primeira vitória na competição em 2006 e o bicampeonato em 2008.