Equipe Honda começa com bom desempenho a Superliga Brasil de Motocross

Indaiatuba (SP) – A vitória na categoria MX2 da Superliga Brasil de Motocross foi o presente de aniversário de 22 anos do piloto da Equipe Honda Swian Zanoni. A prova foi realizada no Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), em Indaiatuba, interior de São Paulo.

A bateria começou com ótima largada de Jean Ramos, também da Equipe Honda. Swian saiu em terceiro, atrás de Hector Assunção. Totalmente adaptado à moto, a nova CRF-250, e com ótimo preparo físico, Swian ultrapassou Hector e, voltas depois, chegou à liderança ao deixar o companheiro de equipe para trás. A partir de então, só foi acelerar e abrir vantagem do segundo lugar, assumido por Jorge Balbi.

Após 18 voltas, Swian confirmou o bom desempenho do fim de semana, no qual venceu todos os treinos, e terminou a etapa na primeira colocação. Jorge Balbi foi o segundo, seguido de Jean Ramos. “Essa vitória foi mais que especial, um dos melhores presentes de aniversário que já tive. O resultado é consequência de todo o trabalho realizado nos últimos meses. Tenho treinado bastante, tanto com a moto quanto fisicamente. Acredito que isso fez diferença. É muito bom vencer uma prova cheia de bons pilotos, mas essa é apenas a primeira etapa, tem muito campeonato ainda pela frente”, diz Swian. “O forte calor e o desgaste físico atrapalharam meu desempenho. Agora é se preparar para as próximas”, explica Jean.

Na categoria MX1, o piloto da Equipe Honda Wellington Garcia largou bem e assumiu a liderança da prova até a sexta volta, quando foi ultrapassado por Jorge Balbi que seguiu na frente até o fim. João Paulino “Marronzinho” iniciou a bateria em quarto e acelerou forte para garantir a segunda colocação. Wellington Garcia ficou em terceiro. “Não comecei bem a prova. Achei a pista lisa e não quis arriscar muito no início e isso prejudicou meu desempenho”, conta Marronzinho. Leandro Silva, que havia se machucado nos treinos classificatórios, participou da prova e terminou em sétimo lugar.

Na categoria Júnior, por pouco Endrews Armstrong não venceu a bateria. Na última volta, o piloto satélite Honda ultrapassou Anderson Amaral, que retomou na sequência à primeira colocação e deixou Endrews em segundo lugar. Para o gerente de competições Honda, Wilson Yasuda, a abertura do campeonato foi bastante positiva. “Estamos no caminho certo. A Superliga Brasil de Motocross reuniu os melhores pilotos do país em evento que agitou o público da cidade. Em relação à Equipe Honda, o resultado da MX2 foi excelente. Na MX1, vamos avaliar a estratégia e aprimorar para as próximas etapas”, avalia.

Confira os resultados: MX2
1 – Swian Zanoni – Equipe Oficial Honda
2 – Jorge Balbi
3 – Jean Ramos – Equipe Oficial Honda
4 – Rafael Faria – Equipe Satélite Honda
5 – Hector Assunção – Equipe Satélite Honda

MX1 – 1 – Jorge Balbi
2 – João Paulino “Marronzinho” – Equipe Oficial Honda
3 – Wellington Garcia – Equipe Oficial Honda
4 – Roosevelt Assunção – Equipe Satélite Honda
5 – Marcello Lima

Júnior – 1 – Anderson Amaral
2 – Endrews Armostrong – Equipe Satélite Honda
3 – Diego Henning
4 – Gustavo Pessoa – Equipe Satélite Honda
5 – Wilgner Francisco