Equipe Petrobras Lubrax alcança bons resultados na décima etapa

Equipe Petrobras Lubrax alcança bons resultados na décima etapa

Equipe Petrobras Lubrax alcança bons resultados na décima etapa

Tanto a moto quanto o carro da Equipe Petrobras Lubrax, que está em sua 23ª participação no Rally Dakar, conquistaram bons resultados nesta décima etapa da maior competição off road do mundo.

Rodolpho Mattheis, piloto de moto, fez uma prova de recuperação. Ele largou na 53ª posição e chegou em 29º após 238 quilômetros de trechos cronometrados. “Ontem não foi um dia bom, tive problemas na navegação e, portanto, hoje tive que correr atrás literalmente”, explicou o piloto. O mais rápido de hoje foi o espanhol Marc Coma, mas Cyril Despres continua na primeira posição na classificação geral acumulada.

A dupla Jean Azevedo/Emerson “Bina” Cavassin também conquistou o seu melhor resultado até o momento nesta edição do rali, a 16ª colocação entre os 60 carros que ainda disputam a prova. Vale lembrar que na largada em Buenos Aires, no dia 1º de janeiro, eram 134 veículos.

“Começou a vazar óleo do motor e ficamos um bom tempo na especial sentindo aquele cheiro forte dentro do carro. Agora estamos no acampamento para avaliar o que aconteceu”, contou o piloto Jean. Na classificação geral acumulada, a dupla está na 29ª posição.Carlos Sainz e Lucas Cruz foram os mais rápidos do dia e mantêm a liderança no acumulado.

Corrida de superação – O Rally Dakar é conhecido como a prova off road mais difícil do planeta. Isso se dá por conta dos longos e consecutivos dias de competição, desgantando as máquinas e os próprios competidores. O piloto da Petrobras Lubrax continua na prova sentindo dores em seu ombro, por conta de uma queda logo na quinta etapa. “No dia seguinte à queda também sofri um outro tombo, mas continuei bem. O ruim é que agora entrei na reta final do Dakar com essa dor constante e tem muito rali pela frente”, contou Rodolpho. Mesmo com esses problemas, o piloto voltou a ser líder em sua categoria, a Motos Maratona até 450cc.

Confira como será a etapa de amanhã:
Etapa 11 – Santiago/San Juan (13 de janeiro)
Deslocamento: 211 km
Especial: 220 km
Deslocamento: 3 km
Total : 434 km

3.500 metros de altitude. Nos primeiros 50 quilômetros poderá haver uma perda de potência das máquinas. A paisagem do dia será o famoso Aconcagua.