Equipe Petrobras Lubrax faz balanço do Rally dos Sertões 2010

Equipe Petrobras Lubrax faz balanço do Rally dos Sertões 2010

Equipe Petrobras Lubrax faz balanço do Rally dos Sertões 2010

Foram dez dias de pura adrenalina. Etapas difíceis, diversos obstáculos e longas distâncias foram os principais desafios desta 18ª edição do Rally dos Sertões, que aconteceu entre os dias 10 e 20 de agosto. A competição percorreu seis Estados brasileiros – Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará – e mostrou ser muito dura e competitiva.

“Foi uma prova completa, cada dia era um rali diferente. Cada etapa completada foi uma vitória, não apenas para mim, mas tenho certeza de que para todos os competidores. Também fomos bem nas etapas que valeram para o Campeonato Brasileiro, conquistando pontos preciosos para o calendário nacional”, afirma o experiente piloto de caminhão André Azevedo, que acumula cinco vitórias na competição. Na classificação acumulada, o Mercedes-Benz Atego da Petrobras Lubrax terminou na quarta posição entre os Caminhões Pesados.

Por conta de ser uma disputa de longa duração, os competidores ficam à mercê das mais variadas situações. “Creio que nossa falta de sorte aconteceu devido a alguns problemas mecânicos inéditos, totalmente imprevisíveis. Mas isso é o que faz o rali ser um esporte ainda mais interessante, pois qualquer coisa pode acontecer. Já no Campeonato Brasileiro, após as primeiras etapas do Sertões, conseguimos conquistar a liderança”, ressaltou o piloto de carro Jean Azevedo, que conquistou a quinta colocação na categoria Protótipos (Mitsubishi L200 Evo) ao lado do navegador Emerson Bina Cavassin e também a oitava posição no acumulado. A categoria Carros da equipe está na “briga” pelo título nacional, com a primeira posição até o momento.

Na categoria Motos, o piloto Denisio do Nascimento (moto ProtoBR 450) teve a junção de dois problemas: físico e mecânico. Deni já sofria desde a primeira etapa com o pulso direito machucado após uma queda – mesmo assim, o piloto já estava em terceiro na classificação geral – e durante a sexta etapa da competição quebrou a embreagem da moto. “Era justamente numa etapa Maratona, quando eu não poderia dispor de ajuda mecânica, então tive que esperar para que a própria organização me resgatasse. Com isso, perdi dois dias de prova e minhas chances de vitória”, explicou o piloto.

Experiência – Após os dez dias no meio das trilhas brasileiras, a Equipe Petrobras Lubrax retornou com ainda mais vontade de acelerar. No segundo semestre, a equipe terá o Rally dos Bandeirantes, em outubro, o Rally das Serras, em novembro e, para finalizar, o Rally dos Amigos em dezembro.

Mais uma vitória – Cerca de 2.000 crianças foram beneficiadas pelo projeto Ideia Fixa, apoiado pela Equipe Petrobras Lubrax. A ação social que acontece em comunidades próximas ao rali, contou com a distribuição de kits de higiene bucal (folhetos explicativos, escova e pasta de dente), além de livros, material escolar e brinquedos. “Como se sabe o Rally não é feito só de competição, muitas equipes se mobilizam em prol da população carente ao longo do caminho”, afirmou Tania Mara, responsável pelo projeto.

Sobre a Equipe Petrobras Lubrax
Pioneiro no esporte, a Equipe Petrobras Lubrax ficou conhecida por ter sido a primeira a ter participado do Rally Dakar, em 1988. Com o passar dos anos ela manteve a sua evolução e hoje é a única equipe do mundo a competir o Dakar em três categorias simultaneamente: moto, carro e caminhão. Também possui o maior número de vitórias no Rally dos Sertões: dez no total. Atualmente, a Equipe Petrobras Lubrax compete nas principais provas nacionais e internacionais, conquistando sempre resultados de excelência e representando com seriedade e dedicação o seu País.