Equipe Pro Tork vitoriosa no Paranaense

SÆo Paulo (SP) – Com excelentes resultados acumulados da primeira etapa do Campeonato Paranaense de Motocross, a equipe oficial da Pro Tork, maior f brica de pe‡as e acess¢rios para motos da Am‚rica Latina, mostrou for‡a ao conquistar novas vit¢rias e subir ao p¢dio na segunda etapa da competi‡Æo. A prova aconteceu neste final de semana, 27 e 28 de maio, em Boa Esperan‡a, interior de Minas Gerais.

Eduardo Rudnick, piloto de apenas 11 anos, venceu com garra a categoria 65cc. “A prova foi muito boa. No come‡o tive um pouco de dificuldade e o segundo colocado, o William, estava me incomodando. Ele caiu e eu segui em frente”, afirmou o jovem piloto que veste as cores amarela e preta da equipe paranaense. Na £ltima etapa do Campeonato Brasileiro, em Canelinha (SC), ele largou mal mas recuperou posi‡äes at‚ chegar em quarto lugar.

O fato de nÆo estar competindo com o pr¢prio equipamento nÆo impediu Nico Rocha, tamb‚m piloto da equipe oficial Pro Tork, de defender o t¡tulo com unhas e dentes. “Tive problemas com a minha moto e peguei uma da equipe para correr. Mesmo com essa diferen‡a, por nÆo estar acostumado com essa m quina, liderei de ponta a ponta a bateria da Open que ‚ a minha categoria principal”, afirmou satisfeito o atual l¡der do ranking paranense na categoria. Por causa dos problemas mecƒnicos, ele deixou de disputar a categoria For‡a Livre, na qual tamb‚m estava inscrito.

Jean Ramos, 17 anos, disputou duas categorias. Na MX2, a disputa foi acirrada. “Consegui uma boa largada e conquistei algumas posi‡äes. Finalizei roda a roda com o primeiro colocado, mas nÆo foi o suficiente para a vit¢ria”, disse Jean que terminou a prova em segundo lugar. Na categoria For‡a Livre, mesmo com a ponteira de sua moto quebrada, o paranaense persistiu e terminou em quarta coloca‡Æo.

A nova contratada da equipe Pro Tork, J‚ssica Michely, teve problemas na categoria 85cc e finalizou em 5§ lugar. “Larguei em quarto lugar, ultrapassei alguns pilotos mas em certo momento eu ca¡ e foi dif¡cil me recuperar”, disse a paranaense que faz planos para o Campeonato Brasileiro de 2007.

Adrian Cantero, paraguaio radicado no Brasil, compete o Paranaense pela categoria For‡a Livre. Por nÆo ter finalizado a primeira etapa da competi‡Æo ele foi um dos £ltimos na escolha do grid de largada. Com isso largou mal, recuperou posi‡äes e fechou a bateria em quinto lugar.