Equipes apostam na inovação para ganhar a Maratona Universitária da eficiência

Equipes apostam na inovação para ganhar a Maratona Universitária da eficiência

Equipes apostam na inovação para ganhar a Maratona Universitária da eficiência

A partir de quinta-feira, o kartódromo de Interlagos será novamente o palco de uma grande disputa entre os veículos mais econômicos do Brasil. De 24 a 26 de julho, 29 equipes (representando 14 escolas de engenharia e design de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul) participarão da Maratona Universitária da Eficiência 2008.

Em sua quinta edição, a prova registra um recorde de participantes. As universidades Mackenzie, USP, Ulbra, Federal de Itajubá, Federal de Santa Maria e FEPI-Universitas reforçaram a sua presença com a construção de mais carros. Atuais campeões da categoria elétrica, os gaúchos de Santa Maria, por exemplo, vão trazer quatro protótipos.

Performance Ecológica
Para os alunos da Unicamp, tão importante quanto atingir o menor consumo é criar um veículo “ecologicamente correto”. Foi pensando assim que venceram a categoria gasolina em 2007 (com a marca de 367 km/l) utilizando fibra de bananeira na carenagem do modelo.

Para este ano, a inovação será o uso de uma carroceria feita com fibras de garrafas PET recicladas. Mas, além do “toque ecológico”, o protótipo terá um chassi em fibra de carbono, o mesmo material utilizado nos carros de Fórmula 1.

Revolução “Bambular”
Em 2007, os estreantes da Federal de Santa Maria surpreenderam ao ganhar a categoria elétrica com um carro de bambu. Animados com a conquista, os gaúchos prometem muitas novidades, como misturar bambu e alumínio na estrutura dos veículos. Também esperam ficar na pista por mais de três horas para garantir o bicampeonato.

Sucata e Eletrônica
Atual campeã da categoria projeto, a equipe da Ulbra surpreendeu mais uma vez pela criatividade. Para construir os novos carros para a Maratona, eles vasculharam a sucata do campus de Canoas (RS) da universidade. Até peças de uma velha copiadora foram aproveitadas.

Fazendo o contraponto, os protótipos contarão com alta tecnologia e muita pesquisa científica. Na categoria gasolina, os motores terão um sistema exclusivo de injeção e ignição eletrônica.

Aposta nos Compostos
Depois de apresentar um dos carros mais bem construídos de 2007, a Escola Politécnica da USP estreará um novo modelo este ano, o i9. O veículo, criado com o apoio da Associação Brasileira de Materiais Compósitos, utilizará matérias-primas avançadas, como o kevlar, a fibra de carbono e tecidos de fibra de vidro. Pesará apenas 25 kg.

Inovação com Tradição
No melhor estilo mineiro, a Universidade Federal de Itajubá unirá a mais alta tecnologia com o artesanato local no seu carro a gasolina. O modelo terá um avançado sistema eletrônico de gerenciamento do motor e um banco feito em fibra de bananeira trançada a mão.

A equipe também fará a sua estréia na categoria elétrica. Seu novo veículo usará uma carroceria feita com madeira balsa entelada com vinil termoadesivo, a exemplo dos aeromodelos.

Estilo de Fórmula 1
A velocidade será bem diferente, mas a inspiração para a equipe da Faculdade Oswaldo Cruz montar o seu carro elétrico veio direto da Fórmula 1. Entre as inovações, o piloto contará com um colar do tipo “hans” e um volante que concentrará todos os comandos do carro e o sistema de comunicação com o box.

Campeões Ganharão Carros e Motores
Com patrocínio da Petrobras, Fiat, FPT – Powertrain Technologies, NSK Rolamentos e apoio técnico da Heliar e VZAN, a Maratona Universitária da Eficiência 2008 premiará as três universidades que alcançarem o menor consumo energético (em cada categoria) com veículos da Fiat Automóveis e motores da FPT, para uso didático.

Confira as Equipes Inscritas
Categoria Gasolina (Universidade/Carro):
1 – Universidade Federal de Santa Maria – Santa Maria/RS – EESM-04
2 – Universidade Federal de Santa Maria – Santa Maria/RS – EESM-05
3 – Universidade Luterana do Brasil – Canoas/RS – Camelo 3
4 – Universidade Luterana do Brasil – Canoas/RS – Camelo 5
5 – Instituto Mauá de Engenharia – São Caetano do Sul/SP – EcoMauá1
6 – Instituto Mauá de Engenharia – São Caetano do Sul/SP – EcoMauá2
7 – Fundação Universidade Federal do Rio Grande – Rio Grande/RS – Promic
8 – Universidade Federal de Itajubá – Itajubá/MG – Urb2
9 – Escola Politécnica da USP – São Paulo/SP – i9
10 – Escola Politécnica da USP – São Paulo/SP POLI – Mapfre 07
11 – Universidade Anhembi Morumbi – São Paulo/SP – Errba 3
12 – Escola de Engenharia da Unicamp – Campinas/SP – NoeN
13 – Faculdade de Design Industrial – Mauá/SP – K2
14 – Universidade Presbiteriana Mackenzie – São Paulo/SP – EcoMack Bandeirada
15 – Universidade Presbiteriana Mackenzie – São Paulo/SP – EcoMack Mundrugo

Categoria Elétrica (Universidade/Carro):
1 – Universidade Federal de Santa Maria – Santa Maria/RS – EESM-02
2 – Universidade Federal de Santa Maria – Santa Maria/RS – EESM-03
3 – Universidade Luterana do Brasil – Canoas/RS – Camelo 4
4 – Universidade Federal de Itajubá – Itajubá/MG – E-Urb
5 – Universidade Anhembi Morumbi – São Paulo/SP – Errbatronic 2
6 – Escola de Engenharia da Unicamp – Campinas/SP – Tubarão Elétrico
7 – Faculdade de Design Industrial – Mauá/SP – Fio
8 – Universidade Presbiteriana Mackenzie -São Paulo/SP – EcoMack 08
9 – Fundação Armando Álvares Penteado – São Paulo/SP – Challenge 1
10 – Fundação Armando Álvares Penteado – São Paulo/SP – Fênix 1
11 – Escola de Engenharia da USP – São Carlos/SP – EESC 1
12 – Faculdades Oswaldo Cruz – São Paulo/SP – Focar II
13 – Centro Universitário de Itajubá – FEPI Universitas – Itajubá/MG – Cel D` Minas 01
14 – Centro Universitário de Itajubá – FEPI Universitas – Itajubá/MG – Cel D` Minas 02