Equipes articulam substituição de Pizzonia

Antonio Pizzonia garante nÆo estar preocupado com a “especula‡Æo da m¡dia” sobre sua poss¡vel sa¡da da Jaguar.

A equipe garante que continua dando todo suporte ao brasileiro. E a McLaren garante ter sido procurada pela Jaguar, que tenta a contratar seu piloto de testes Alexander Wurz. Em meio a tantas “garantias”, s¢ uma coisa parece certa: Pizzonia corre mesmo risco de perder o emprego se nÆo tiver bom desempenho no GP da Espanha, no dia 4 de maio.

Outro sinal da situa‡Æo desconfort vel do brasileiro foi dado pelo australiano Mark Webber. Ele disse que gostaria de ter o irlandˆs Eddie Irvine como companheiro de equipe. Detalhe: Irvine foi despedido no passado pela Jaguar, por “falta de empenho”.

Nesta segunda-feira, um porta-voz da McLaren confirmou que a Jaguar negocia a libera‡Æo de Wurz. “Fomos procurados e estamos discutindo esse assunto”, disse, acrescentando que o australiano tem um “contrato longo” com o time de Ron Dennis. Isso poderia dificultar o acordo.
Enquanto isso, David Pitchforth, diretor da Jaguar, tentava apagar o incˆndio. “Ao contr rio da onda de especula‡Æo da m¡dia, Antonio correr  neste fim de semana em Barcelona. Continuaremos a dar todo suporte para ele se desenvolver”, afirmou. Um jornal austr¡aco, por‚m, divulgou que o plano do time ‚ contar com Wurz nÆo na Espanha e sim a partir do GP da µustria, em 18 de maio.

Pizzonia tenta se proteger como pode. “Para mim, o importante ‚ ignorar as especula‡äes e dar o melhor da minha habilidade em Barcelona.” Ele se diz ansioso para o GP por v rias razäes. Entre elas, o fato de que ser  a primeira vez que correr  numa pista onde j  andou antes com um F1.