Ergomecânica, mistura de ergonomia e biomecânica

Ergomecânica, mistura de ergonomia e biomecânica

Ergomecânica, mistura de ergonomia e biomecânica

O corpo humano foi feito para andar, correr, pular – mas hoje em dia as pessoas passam a maior parte do tempo sentadas, seja … sua mesa de trabalho, no cinema, no teatro, nos restaurantes, nos locais de entretenimento, ou em seus ve¡culos.

O desenho correto dos bancos ‚ portanto cr¡tico do ponto de vista de conforto e de sa£de.

Um relat¢rio do Professor Alf Nachemson, pesquisador e cirurgiÆo ortop‚dico sueco, revelou que as pressäes nos discos da coluna sÆo bem mais altas com as pessoas sentadas do que em p‚. No entanto, outra pesquisa, desta vez do Dr. Hans-Joachim Wilke, do Instituto de Pesquisa Ortop‚dica e Biomecƒnica da Universidade de Ulm, mostra que a pressÆo vertebral ‚ na realidade a mesma ou menor quando a pessoa est  sentada. Al‚m disso, os discos vertebrais humanos nÆo contˆm vasos sangu¡neos, mas sÆo nutridos atrav‚s de um processo alternado de hidrata‡Æo e desidrata‡Æo.

Depois que o estudo do Dr. Wilke saiu, os designers da Grammer passaram a trabalhar os bancos automotivos de maneira que nÆo forcem imitar uma posi‡Æo ereta.

Manfred Schlierf, gerente de engenharia avan‡ada da Grammer AG Automotive: “Como uma esponja, os discos espinhais, quando relaxados e em estado livre de stress, sugam novos nutrientes, dentro do processo de hidrata‡Æo. Sob stress, eles expelem fluidos nutrientes, o que significa desidrata‡Æo.  vital que o desenho dos bancos permita movimentos que tanto apliquem como aliviem stress, assim permitindo que o corpo humano funcione corretamente.”

A melhor coisa para as costas, entÆo, ‚ alternar entre a lordose, posi‡Æo em que a espinha lombar est  em arco … frente, e a cifose, que ‚ uma posi‡Æo relaxada. O movimento natural entre essas duas posi‡äes alimenta os discos espinhais.

A mecƒnica convencional de um banco for‡a a coluna vertebral num duplo-S, mesmo quando o usu rio muda o ƒngulo do encosto. Os novos bancos da Grammer ajudam a espinha a se mover naturalmente, mudando a forma do encosto de maneira a alternadamente induzir as posturas de lordose e cifose. Esta ergomecƒnica nÆo for‡a a espinha a um duplo-S, mas permite um movimento natural ao mesmo tempo em que gera apoio em todas as posi‡äes.

Schlierf novamente, “Em contraste ao sentar est tico, nosso desenho ergomecƒnico permite ao ocupante mudar suas posi‡äes de sentar, exercitando diferentes grupos de m£sculos ao mesmo tempo em que deixa outros grupos relaxados e em recupera‡Æo. A ergomecƒnica move todas as juntas, inclusive p‚s, joelhos, quadris, ombros e cotovelos, tanto quanto as v‚rtebras espinhais. Isso impede a tensÆo nas costas, nos ombros, no pesco‡o e na cabe‡a.”

A ergomecƒnica est  instalada nos bancos das posi‡äes de motorista, passageiro dianteiro e passageiros de tr s num prot¢tipo muito especial do Volkswagen Passat. Seus bancos funcionam automaticamente, de forma que o ocupante nÆo precisa se preocupar com alavancas ou botäes. Basta mudar sua posi‡Æo, que o banco se ajusta automaticamente.

Jos‚ Luis Vieira


Jos‚ Luiz Vieira, Diretor, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de ve¡culos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania.  editor do site: www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br; diretor de reda‡Æo da revista Carga & Transporte.