Granado treina forte com moto no interior paulista - foto do arquivo pessoal do piloto

Eric Granado está fora da MotoGP em 2015

Eric_Granado_faixa

Depois de um final de ano de muito trabalho, tanto na sua recuperação física após o acidente no GP da Austrália no Mundial do ano passado, que o deixou de fora das três últimas corridas da temporada 2014, Eric Granado e sua equipe focaram os trabalhos da virada do ano em duas frentes: sua plena recuperação física com a retomada dos treinamentos de pré temporada, além da definição de quais seriam os passos seguintes da carreira de Eric Granado.

Mesmo com os resultados nas pistas aquém do esperado, Eric Granado terminou a temporada 2014 com boas ofertas de equipes para 2015. As possibilidade de Eric no Mundial eram várias, mas todas dependiam de uma negociação que incluía altos valores de patrocínio. Descartadas as equipes da Moto 3 e com foco na Moto 2, existiam duas boas possibilidades de equipes de ponta do mundial à disposição, mas ambas exigiam que o piloto brasileiro trouxesse consigo um patrocínio de valor significativo para custear, entre outras coisas, uma grande quantidade de treinos de pré-temporada na Europa e na Asia, importante para a preparação de qualquer atleta.

“As possibilidades de permanecer no mundial por mais um ano e de retornar para a categoria Moto 2 eram boas, mas exigiriam de nós um investimento para o qual não estamos preparados ainda. Seria irresponsabilidade nossa assinar no risco e não termos toda a verba para o ano. O Eric construiu uma excelente imagem junto às equipes nestes pouco mais de 2 anos de Mundial e nós não podíamos colocar isso em risco”, esclareceu Marco Granado, pai de Eric que, junto com a sua equipe técnica, participa das negociações do piloto.

Granado treina forte com moto no interior paulista - foto do arquivo pessoal do piloto

Granado treina forte com moto com uma supermotard

No meio das negociações com as equipes do Mundial, outras oportunidades começaram a aparecer. Dentre todas as possibilidades, o novo Campeonato Europeu recém apresentado pela Dorna e pela FIM se mostrou a melhor opção, já que o novo formato e o regulamento técnico da categoria Moto 2 são idênticos ao do Mundial, inclusive os pneus. A negociação com uma nova equipe não demorou.

Eric Granado: “Estou feliz em poder divulgar que em 2015 vou participar do Campeonato Europeu (FIM European Championship) na categoria Moto2, com a equipe Promoracing. Na vida, muitas vezes fazemos escolhas visando o futuro, e entendo que este é o melhor caminho para minha carreira. Estou muito motivado para este novo desafio nesta nova categoria com motos de 600cc e regulamento idêntico ao do Mundial, inclusive pneus. Com isso permanecerei próximo das equipes do Campeonato Mundial, afinal muitas delas disputarão este novo campeonato. Dependendo dos resultados, poderemos participar de algumas etapas do Mundial como convidados. Não vou poder usar meu tradicional número 57 neste ano, ao menos na Europa, pois Edgar Pons, filho do Sito Pons já registrou o número. Voltarei a usar meu antigo 51 com o qual venci vários campeonatos no passado. Viajo daqui há duas semanas para a Europa e de lá faremos a apresentação formal da equipe”.

Com um calendário de eventos na Europa reduzido, Eric e sua equipe ainda avaliam seriamente a possibilidade de disputar também o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o Moto 1000 GP, na Categoria GP 600.

Eric Granado: “Será muito bom para mim. Assim teria um maior número de provas para disputar no ano. Além do nível do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade (Moto 1000 GP) estar cada vez mais alto, seria também uma ótima maneira de dar retorno aos meus patrocinadores pessoais. Alias, queria mais uma vez agradecer a estas empresas e a seus executivos que continuam apoiando o desenvolvimento da minha carreira. Sem eles nenhum atleta consegue atingir seus objetivos. Muito obrigado à Mobil / Cosan, à Oakley, Alpinestars e à Shark, Também ao time de profissionais que me apoia e que continuará comigo este ano – O Ale Lima, meu personal, o Instituto Marazul, o Santo Feltrin, a The Factor e a academia Edge. Sem o apoio deles nada disso seria possível”. Eric Granado viaja para a Europa no início de fevereiro para a apresentação da equipe e início aos treinos com sua nova motocicleta.

Calendário divulgado do FIM CEV Repsol European Championship
(Serão disputadas 11 baterias em 8 finais de semana)

26 de Abril – Autódromo Internacional do Algarve – Portimão, Portugal
17 de Maio – Le Mans (apenas Moto3™) – França
21 de Junho – Circuit de Barcelona-Catalunha – Espanha
5 de Julho – MotorLand Aragón – Espanha
6 de Setembro – Circuito de Albacete – Espanha
4 de Outubro – Circuito de Navarra – Espanha
1 de Novembro – Circuito de Jerez – Espanha
15 de Novembro – Comunitat Valenciana – Ricardo Tormo – Espanha

Separador_motos



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.