Eric Granado nos primeiros treinos na França

Eric Granado supera a dor para treinar na França

Único representante brasileiro no Mundial de Motovelocidade, Eric Granado sabia que teria pela frente um final de semana difícil em Le Mans. A fratura no dedo mínimo da mão esquerda, consequência do acidente na ultima etapa, disputada na Espanha em Jerez de La Frontera, incomoda bastante. Foram 10 dias de preparação e tratamento no Brasil para dar-lhe condições de disputar esta etapa, mesmo sabendo das dificuldades que enfrentaria.

Eric Granado nos primeiros treinos na França

Eric Granado nos primeiros treinos na França

Tanto Eric Granado como a equipe Team Calvo Laglisse, decidiram poupar os esforços para usar nos dois momentos mais valiosos do final de semana: o treino classificatório no sábado e a corrida no domingo.

“Eu já sabia que iria sofrer bastante neste final de semana com a lesão no dedo, mas não tanto. Desde o primeiro treino percebi que a mão doía muito, especialmente quando aciono a embreagem e nas mudanças de direção. A dor é muito forte. Provei três diferentes luvas. Quando saio da moto faço gelo e a mão desincha, mas quando estou pilotando incha novamente e dói bastante. Amanhã vou me resguardar para o treino que vale, o cronometrado e depois, na corrida. Se é para sofrer, vamos ao menos onde realmente interessa”.