Especialista comenta: Brasil é o terceiro País em crimes cibernéticos

Os ataques via Internet aumentaram consideravelmente em 2006.

Criminosos cibern‚ticos utilizaram 207.684 programas maliciosos de computador, conhecidos como malware. E a surpresa ‚ que 14,2% desses programas foram criados por brasileiros. Assim, o Brasil se tornou o terceiro maior disseminador de malware no mundo, atr s apenas dos Estados Unidos e da China.

“A tendˆncia desse tipo de golpe, de malware, ‚ aumentar, na medida que o n£mero de internautas tamb‚m aumentam com o passar do tempo. As pessoas devem ter cada vez mais consciˆncia de que inform tica nÆo ‚ mais apenas um souvenir, e sim um dispositivo de uso pessoal, no qual nÆo se pode apenas ser um usu rio, pois exige-se cada vez mais conhecimento daquilo que est  usando. Toda essa onda dos malwares em computadores j  est  chegando tamb‚m nos dispositivos m¢veis, como celulares, palms e PDA’s e, possivelmente, atingir  os Iphones rec‚m-lan‡ados.

Enfim, toda nova tecnologia que surgir, se for utilizada sem conhecimento m¡nimo, pode ser prejudicada por esses v¡rus”, diz Alexandre Ichiro Hashimoto, coordenador do curso de Sistemas de Informa‡Æo das Faculdades Integradas Rio Branco e mestre em sistemas integrados e novas tecnologias.

Para entrevistas, contate Marina Ramiro (11 3879-3156) ou Patr¡cia Ribeiro e Denise Lanzoni (11 3675-5444) da Ricardo Viveiros Oficina de Comunica‡Æo.