Especialistas do Fiquetranquilo mostram como não ser vítima da guerra do trânsito

A guerra diária no trânsito das principais cidades brasileiras assusta cada vez mais cidadãos, especialistas e autoridades.

Além de ferimentos, esta guerra não declarada também tem provocado mortes, muitas vezes por motivos fúteis, como uma fechada ou dificuldades de ultrapassagem. Como evitar estes confrontos? Os especialistas do fiquetranquilo – site do Grupo Nordeste, um dos líderes em segurança privada no Brasil – dão dicas para que você não se torne vítima nem agressor.

Dicas
1. Antes de entrar no carro, pense na família, nos amigos e em você mesmo. Comece a dirigir pensando em quanto vale sua vida e as das pessoas que pegam carona com você.

2. Quanto pior o congestionamento, pior o humor dos motoristas. Em momentos de trânsito caótico, portanto, tente manter a calma e a paciência para evitar conflitos.

3. Se houver uma situação tensa com outro motorista, evite olhar desafiadoramente para ele. Sem contato visual, as brigas se tornam mais fáceis de evitar.

4. Jamais pare para tirar satisfação de outro motorista, ainda que tenha todas as razões para isso.

5. Não -devolva- agressões, como fechadas, pois isso só acirra os ânimos já exaltados.

6. Lembre-se sempre que você também erra no trânsito, quando estiver irritado com outro motorista.

7. Não cometa infrações de trânsito (como parar em fila dupla).

8. Não tranque o cruzamento.

9. Não buzine para exigir mais velocidade do carro da frente. Se necessário, use os faróis do carro, rapidamente, sem exagero.

10. Se tiver cometido algum erro de direção, peça desculpas imediatamente aos que forem afetados pelo equívoco.

11. Não carregue revólver, porretes, tacos de beisebol ou quaisquer outros tipos de armas em seu carro, como defesa prévia. Em um confronto, todos perderão, inclusive os agressores.

12. Carros blindados não evitam totalmente a violência do trânsito, uma vez que seus ocupantes podem ser atingidos ao sair de estacionamentos. Não deixe que a blindagem o torne menos cauteloso com as discussões de trânsito.

13. Se sofrer perseguição por algum motorista descontrolado, peça para alguém em seu carro ligar para a polícia. Ou se dirija a um local público, em que haja mais facilidade de encontrar policiais civis, militares ou da guarda metropolitana (se houver em sua cidade).

14. Redobre a atenção em locais distantes, escuros, à noite, principalmente em regiões ou cidades que você não conheça.

15. Não se sinta inferiorizado por -levar um desaforo para casa-. Um ato como esse pode assegurar sua integridade física, e a de seus familiares, amigos e colegas.

16. Não abra o vidro do carro para desafiar o outro motorista, muito menos para trocar insultos.

17. Se discussões são perigosas em qualquer situação, com crianças no carro a ameaça se multiplicará.

18. Não se sinta inatingível por dirigir ou ser passageiro de um carro grande, como um utilitário.

19. Procure transitar na média de velocidade da via que utilize. Andar muito devagar irrita os demais motoristas, que passam a buzinar e xingar você. Por outro lado, andar em alta velocidade, acima da permitida na via, também provoca confrontos e acidentes.

20. Não se esqueça que você é um cidadão que temporariamente dirige um veículo automotivo. Não aja como um criminoso, tenha calma e chegará ao seu destino mais rapidamente, sem passar por sobressaltos e ameaças.