1884dedion

Este vale a pena

Um carro muito especial vai ser leiloado no mês que vem: um De Dion Bouton e Trepardoux Dos-a-Dos a vapor, de 1884, que é o automóvel mais antigo e ainda funcionando do nosso planeta. Ele foi o segundo protótipo construído pelo Conde francês De Dion e participou da primeira corrida automobilística.Tem gente que talvez não aceite essa descrição: afinal, uma corrida pressupõe pelo menos dois concorrentes, e ele foi o único.

O editor da revista de bicicletas de maior circulação então existente, a Le Velocipede, resolveu patrocinar a primeira corrida motorizada, abriu as inscrições, mas só apareceu o De Dion. Quando não apareceu mais nenhum, o Conde, usando de sua posição social, de seu dinheiro e de absoluta confiança em seu veículo, cobriu o percurso definido pela revista ida e volta, e ainda garantiu que fez 60 km/h nas retas – um absurdo à época.

O Conde de Dion não fez o carro – pediu aos amigos Georges Bouton e Charles-Armand Trepardoux quer fizessem o veículo a vapor, a que deu o nome de ‘La Marquise’, significando a mãe do Conde. Com cerca de 2,70 m de comprimento, o carro tinha dois motores a vapor, alavanca de direção e assentos para quatro pessoas, de costas umas para as outras – daí o Dos-a-Dos. Os bancos ficam em cima do tanque de pouco mais de 150 litros de água, que duravam pouco mais de 30 km. A caldeira, bastante sofisticada para o tempo, queimava carvão ou coca e, fria, levava uns 45 minutos para gerar vapor.

Mas, 127 anos atrás, o carrinho andou, passou por todas as provas da revista e assustou um monte de gente. A firma de leilões RM Auctions espera que ele seja vendido por mais de US$ 2 milhões.