O tráfego na Estrada da Graciosa foi reaberto em meia pista

Estrada da Graciosa: finalmente reaberta

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná cumpriu sua promessa e, finalmente, a Estrada da Graciosa está reaberta ao tráfego de veículos. No local das obras o trânsito ocorre em meia pista, controlado por um semáforo que libera a passagem em poucos minutos para um sentido ou outro.

O tráfego na Estrada da Graciosa foi reaberto em meia pista

O tráfego na Estrada da Graciosa foi reaberto em meia pista

Pelo que o Motonline pode constatar nesta terça-feira (15), uma das metades do piso do viaduto construído no local já está recebendo os paralelepípedos centenários do leito original da estrada, que foram recuperados após soterrados por toneladas de terra na ocasião do desabamento. Portanto, se as obras continuarem no atual rítmo, ainda em julho ou início de agosto a estrada volta à sua normalidade, como se nada tivesse acontecido.

Percebe-se também que durante esse tempo em que a estrada permaneceu fechada foram executados vários serviços de manutenção como pintura de faixas divisoras, substituição de olhos-de-gato danificados, margens da rodovia capinadas, pequenos detalhes que a tornaram ainda mais bonita.

Para os moradores e comerciantes de Morretes e Antonina a liberação do tráfego foi considerada um alívio pois o fluxo de turistas é responsável por significativo percentual da receita que dá subsistência à população da região. O impacto econômico provocado pelo fechamento da estrada por quatro meses provocou sérias dificuldades econômicas para um sem número de pequenos comerciantes estabelecidos às margens da estrada após o local do desabamento, sendo que alguns deles, felizmente poucos, fecharam suas portas por falta de circulação de dinheiro.

Quem também fica feliz com a notícia são os motociclistas curitibanos que têm de volta o seu passeio favorito nos finais de semana.

A Estrada da Graciosa é uma importante ligação entre a capital Curitiba e as cidades de Morretes, Antonina, Paranaguá e o litoral paranaense, sendo uma opção não pedagiada à BR 277.

Localização geográfica da Estrada da Graciosa

Localização geográfica da Estrada da Graciosa

Leia mais sobre a Estrada da Graciosa:  clique aqui



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.