Só falta o aterro e recolocação dos paralelepípedos originais

Estrada da Graciosa reabre nos próximos dias

Conforme informações do DER – Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná, o passeio favorito nos finais de semana de 8 entre 10 motociclistas curitibanos, a Estrada da Graciosa, deve ser reaberta ao tráfego provisoriamente em meia pista na primeira quinzena de julho.

 

Com o viaduto pronto, só falta o aterro e recolocação dos paralelepípedos originais

Com o viaduto pronto, só falta o aterro e recolocação dos paralelepípedos originais

Interditada desde março deste ano devido ao desmoronamento total de um trecho do seu leito, a Estrada da Graciosa constitui importante elo de ligação turística entre a Capital Curitiba e as cidades históricas de Morretes e Antonina, sendo instrumento fomentador de desenvolvimento da região encravada na Serra do Mar em seu trecho paranaense e tem sua economia fortemente dependente do turismo. A previsão inicial de liberação total no início de junho teve que ser revista devido às fortes chuvas que impediram a continuidade dos trabalhos por vários dias.

Com a interdição da Graciosa, a alternativa para se chegar àquela região é a BR 277, que por ser pedagiada onera e desestimula os turistas – ir e voltar a Morretes ou Antonina de moto custa R$ 15,40 e de carro R$ 30,80.

Leia mais sobre a Estrada da Graciosa:  clique aqui



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.