Expedição Brasil-Bariloche

Expedição: De Cotia a Bariloche

Escudo da viagem

Escudo da viagem

Depois de sete meses de planejamento,pesquisando mapas, distâncias, documentação, hotéis e a moto adequada para viagem, pois recebi uma crítica, dizendo que com as motos grandes e equipadas, que sempre fui ao Atacama, Patagônia e Machu Pichu, qualquer um iria. Convidei minha esposa à participar de tal façanha. Rodarmos 8.500 km com uma moto custom de 125cc. Não é que ela topou e assim realizamos a viagem mais emocionante de nossas vidas.

Saímos de Cotia (SP) no dia 11 de março de 2013 pela manhã, rodamos até Joinville. Ao final do terceiro dia estávamos na Fronteira do Brasil com o Uruguai, cidade de Chuí (RS). No dia 14 dormimos em Punta del Leste, visitamos Montevideo, pernoitamos dois dias em Colonia de Sacramento e pegamos o famoso Buque Bus, aquela balsa que atravessa o Rio da Prata por 40 minutos e que custou 240 dólares.

Expedição Brasil-Bariloche

Expedição Brasil-Bariloche

Finalmente, desembarcamos em Buenos Aires (Argentina), onde ficamos por quatro dias com muita alegria, incluindo passeio ao estádio do Boca Junior, Caminito – região Boêmia da cidade -, comendo bem e com direito a show de tango no Café Tortone, muito tradicional e bem barato, pois existem lugares onde se paga 200 dólares por pessoa para apreciar a dança tradicional portenha.

Expedição Brasil-Bariloche

Expedição Brasil-Bariloche

No dia 21 de março saímos de Buenos Aires rumo a Bahia Blanca, onde chegamos depois de rodar 600 km. Foram 12 horas de viagem parando apenas para abastecer e no final da tarde para comermos um lanche na rede YPF, uma rede de postos de serviços que equipara-se a rede Graal aqui no Brasil.

Expedição Brasil-Bariloche

Expedição Brasil-Bariloche

Em Bahia Blanca fomos recebidos pelos Motociclistas Viajeiros de Bahia, com um assado (churrasco), e fomos levados para dar entrevistas a Radio FM local e ao Jornal Diário de Bahia, pela importância em fazer uma viagem tão longa em uma moto pequena com garupa e bagagens. Após dois dias partimos para Neuquen, percorrendo um trecho de 500 km direto. Neste trecho socorremos um motociclista argentino, que estava sozinho em uma Honda 200cc, que vinha de Mar del Plata rumo a Bariloche pela ruta 22, no meio de um deserto. Sua moto estava falhando e por segurança o acompanhamos por 17 km até a próxima cidade. Mais uma amizade feita nestas andanças.

Entrevista no jornal de Bahia Blanca

Entrevista no jornal de Bahia Blanca

Dormimos em Neuquen e partimos para São Carlos de Bariloche, onde chegamos no dia 25 de março, após desfrutarmos da paisagem maravilhosa do Caminho dos Sete Lagos de San Martin de Los Andes. Por lá ficamos 3 dias e no dia 28 de março iniciamos nosso caminho de volta para Cotia.

Entrevista na rádio de Bahia Blanca

Entrevista na rádio de Bahia Blanca

Optamos pelo mesmo caminho de volta e não tivemos qualquer tipo de problema. Para dizer que não, apenas uma lâmpada queimada, a qual saímos da estrada perto de Montevideo para trocar. No dia 7 de abril de 2013 estava concluída esta viagem fantástica a qual não esqueceremos jamais.