F-Renault- sonho para uns, pesadelo para outros

Allan Khodair- Giaffone Racing conquistou sua segunda vit¢ria na temporada, ao cruzar a bandeirada de chegada depois de 20voltas completadas em 37min25s026 com vantagem de apenas meio segundo sobre o carioca Kiko Motta- Motta Racing na primeira prova da rodada dupla da F¢rmula Renault Brasil, que disputou na tarde deste s bado a quinta etapa do Campeonato Brasileiro.

A outra corrida ser  disputada amanhÆ, domingo, a partir das 12h40, no Aut¢dromo Internacional Nelson Piquet, no Rio de Janeiro. A prova foi marcada por disputas em diversos setores, com v rias ultrapassagens, rodadas e at‚ batidas, a maioria provocadas pela falta de aderˆncia do asfalto, que est  sempre invadido pela areia da maresia. “Eu fui vitima mais da minha inexperiˆncia, do que qualquer outra coisa”, admitiu Alberto Val‚rio (Lopes Consultoria de Im¢veis/ Jovem Pan/Paradiso FM/Xtreme/DragÆo), um dos onze pilotos que abandonaram a competi‡Æo. “Meu carro estava ¢timo. Ultrapassei dois caras na primeira volta, e estava embutido em dois outros pilotos, que estavam mais lentos do que eu, quando me assustei com a poeira levantada pela rodada de um concorrente e acabei saindo da pista e batendo”, contou o estreante, que disputava posi‡äes com Diego Nunes (Propcar Racing), que terminaria em 12§, e com o entÆo l¡der do campeonato, Paulo Salustiano (M4T Motorsport).

Para a quinta etapa do certame, Alberto Val‚rio espera contar novamente com um bom desempenho de seu monoposto, para tentar receber a bandeirada pela segunda vez na temporada. “Como eu j  havia dito, rodada dupla pode ser um sonho ou pesadelo. A prova est  a¡. O Kodhair fez duas poles, venceu a primeira corrida, e ‚ o maior favorito para amanhÆ. Enquanto isso, eu larguei atr s, nÆo terminei a corrida de hoje, e largo atr s amanhÆ”, comentou o piloto da Lopes Consultoria de Im¢veis/ Jovem Pan/Paradiso FM/Xtreme/DragÆo. “Espero que isto s¢ nÆo passe de um sono agitado. Ainda acredito que eu possa ir bem amanhÆ, para ganhar mais quilometragem e somar experiˆncia, que ‚ o que eu preciso”, sonha o jovem de apenas 17 anos de idade. “Isto ‚ parte do sacrif¡cio de um aprendizado. Mas ele ainda vai evoluir bastante durante a temporada”, opinou Luis Trinci, chefe da equipe Lopes Consultoria de Im¢veis/Jovem Pan/Paradiso FM/Xtreme/ DragÆo Motorsport.