F-Renault- Treinos classificatórios voltam ao sistema antigo

As confusäes e reclama‡äes sobre a forma‡Æo do grid de largada da F¢rmula Renault Brasil tiveram eco perante os organizadores; a partir da sexta etapa, que ser  realizada neste final de semana em Londrina/PR, o sistema de classifica‡Æo volta ao modelo adotado no ano passado, a primeira temporada da categoria no Brasil.

Conforme o regulamento da Confedera‡Æo Brasileira de Automobilismo- CBA, quando o circuito que sedia uma prova tem menos de 4.000 metros, os 30 pilotos da F¢rmula Renault sÆo divididos em dois grupos nos treinos classificat¢rios, para aumentar a seguran‡a e evitar muito tr fego. Nesta temporada, cada grupo formava uma fila do grid, por ordem dos tempos cronometrados. Com isso, um grupo mais homogˆneo e com tempos mais equilibrados acabava ficando em desvantagem, pois pilotos mais r pidos que o outro grupo poderiam largar mais atr s.

Este crit‚rio foi adotado no ano passado, com sucesso, mas para este ano foi alterado, com a finalidade de alinhar o regulamento brasileiro com o Europeu. Como o circuito de Londrina mede 3.145 metros, a partir desta sexta etapa vai ser utilizada a nova regra. Em caso de chuva, os comiss rios desportivos irÆo fazer um adendo no regulamento particular da prova, alterando para a ado‡Æo de filas independentes para a forma‡Æo do grid de largada.