Fazer 600, Grave Acidente,elogio

Fazer 600, Grave Acidente,elogio

Fazer 600, Grave Acidente,elogio

Caro Andre, tenho moto a quase 20 anos e recentemente troquei a minha Yamaha
XT 660R por uma Yamaha Fazer 600N, mas estou com dificuldade com as mudanças
de marchas (estou errando bastante, principalmente para passar de 4 para 5
ou de 5 para 6-como se tentasse trocar sem embreagem..). Foi na concessionária e me disseram que está tudo ok com a moto,sem nenhum problema na embreagem. Perguntei se tinha alguma “faixa” ideal para trocar marcha e a
resposta foi “deixa o motor desenvolver”, que não me ajudou muito. Será que estou trocando as marcha numa rotação muito baixa ( mais ou menos 4000 rpm)? Parece que motor gosta de rotações mais altas…. Bom, se tiver algum
conselho ou dica, desde já lhe agradeço. Obrigada. Camila. Porto Alegre, RS

R: Camila em primeiro lugar parabéns pela máquina é maravilhosa, a sua dificuldade é exatamente no buraco que existe em baixa rotação.Falta na FAZER 600 uma maior linearidade de baixa para média rotações, isso já vem de fábrica. Experimente fazer as mudança aos 6000RPM que é quando começa a
soltar o seu belo ronco tetracilindrico. Ë uma máquina que em baixas velocidades e ou rotações você tem que cambiar mais. Se isso lhe
incomodar, uma dica é leva-la num excelente mecânico e instalar um power commander. Com o power commander e regulagem fina, certamente, amenizará esse buraco, deixando a sua máquina mais gostosa em baixa e média velocidade e rotação. Ahhhh, ia me esquecendo…sua moto adora altíssimas rotações, mas cuidado!!
abraço e lembre-se: ande equipada, todavia, não razão com lesão.

Olá leitores do Motonline! Gostaria de informar a todos os compradores e Potenciais compradores de Motos SUZUKI na promoção de 1 ano de seguro grátis da importância (e possibilidade) de complementar o seguro. Façam a Assistência 24hs junto com a COBERTURA PARA 3ºs porque é possível fazer e por um valor muito baixo, no meu caso saiu por 250 reais em 3x no
cartão (as 2 coberturas complementares ao seguro). Para isso, informem-se na corretora indicada pelo concessionário Suzuki onde fechou a negociação! Falo isso porque comprei uma GS500, rodei 170km e no primeiro passeio com
a namorada e a moto nova sofri um acidente (15 dias com a moto) estavamos com todo equipamento mas quase morri por conta de uma hemorragia interna na região do baço (bati no guidão ao voar da moto). Bati numa moto que
estava na minha frente a uns 30km/h e caí no chão… a moto freou do nada porque um CACHORRO cruzou a pista e mesmo longe, não consegui parar a tempo(estavamos a +-60km/h), não estou com nenhum ralado pois estava TODO equipado… o equipamento está marcado (fui elogiado pelo pessoal do
resgate) mas eu não machuquei nada além do baço. E esse “detalhe” me fez passar 1 dia na UTI, 15 dias em casa e tomar remédio por 1 mês e QUASE fui operado no dia daria pra levantar e andar por causa da dor, sorte que fiz
exames a tempo… minha namorada fraturou a clavícula, mas agora está se recuperando! Parabéns pelo alto nível das matérias e pela EDUCAÇÃO e CONSCIENTIZAÇÃO desenvolvida pelo site! Sou um leitor assíduo e em breve pretendo fazer um curso de pilotagem defensiva! Lembrem do recado de sempre!
“A razão perde o valor com a lesão!”
Dica pros que estão de moto nova… Viagem sozinhos até pegar o jeito da moto nova, senão as conseqüencias podem ser desastrosas… Tanto físicas, psicológicas ou financeiras. Aprendi essa lição do pior jeito possível!
abraços Rafael Canoletti São Paulo, SP

R: Rafael obrigado pelos elogios,valeu a dica do seguro e pelo depoimento,boa recuperação.Use sua experiência no convencimento dos demais amigos motociclistas.Grande abraço e lembre-se: não razão com lesão, equipamento não é só capacete.