ABPMX ganha força com a adesão de Federações de Motociclismo

Federações de motociclismo se aliam a ABPMX

O motociclismo brasileiro ganhou uma boa notícia no último dia 9. As federações do Rio Grande do Sul e do Paraná estão se aliando à ABPMX – Associação Brasileira dos Pilotos de Motociclismo Esportivo, para dar suporte integral às atividades desempenhadas pela entidade. Representante legal dos interesses dos pilotos em âmbito nacional, a ABPMX foca seus esforços no desenvolvimento do esporte e na segurança de seus praticantes.

ABPMX ganha força com a adesão de Federações de Motociclismo

ABPMX ganha força com a adesão de Federações de Motociclismo

A grande novidade é que, para formalizar seu apoio, a FGM e a FPRM declararam que vão realizar alterações em seus estatutos, seguindo a Lei Pelé, e dando direito de voto aos seus filiados nas eleições para presidente e nas decisões sobre o rumo do esporte no âmbito estadual. “As duas federações juntas somam mais de 3.500 filiados e o impacto positivo para o esporte será muito grande. Estamos iniciando uma nova fase de estruturação no esporte e o apoio destas federações avaliza nossas ações pelo motociclismo e confirma que estamos no caminho correto”, afirmou Milton “Chumbinho” Becker, presidente da ABPMX.

A primeira federação a tornar possível o voto dos seus filiados, adequando-se a lei desportiva vigente no Brasil foi a FECAM, do Espírito Santo quando anunciou há cerca de dois meses a importante mudança em seu estado, permitindo que os pilotos elejam seu presidente de federação já nas próximas eleições da entidade. “Isso assegura, a longo prazo, que os interesses dos praticantes, que são quem realmente faz o esporte, sejam respeitados”, concluiu Chumbinho. Além das federações gaúcha e paranaense, outras federações estaduais já iniciaram seus esforços no sentido de se unirem à ABPMX.

No acordo, além de realizarem as adequações necessárias em seus estatutos, as federações que se aliarem a ABPMX também estarão colocando a entidade como voz ativa na formatação de seus novos regulamentos, calendários e assuntos técnicos que visam a segurança e o respeito aos pilotos. Já a partir de 2015, os pilotos filiados às federações conveniadas à ABPMX, serão aceitos automaticamente como membros da entidade de defesa dos pilotos, podendo inclusive ter participação ativa nas assembleias da própria ABPMX. É uma nova realidade para o motociclismo que começa a surgir.