FEI expõe 14 protótipos de veículos

Exposição dos Projetos de Formatura do Curso de Engenharia Mecânica Automobilística da FEI acontece dia 18 de dezembro, a partir das 19h, no campus São Bernardo

Um veículo urbano de carga com plataforma na lateral para serviços de guinchos, um esportivo de alto desempenho com suspensão ajustável e uma recriação de um esportivo, lançado em 1972, então entre os 14 protótipos da 42ª ExpoMecAut – Exposição dos Projetos de Formatura do Curso de Engenharia Mecânica Automobilística da FEI. A mostra pode ser visitada no dia 18 de dezembro, a partir das 19h, no Ginásio de Esportes, do campus São Bernardo (avenida Humberto de Alencar Castelo Branco, 3972, b.Assunção). A entrada é gratuita e aberta ao público. Confira os projetos:

Caminhão GP 2000 – uma das novidades, o GP 2000 é um caminhão leve para serviços de guincho para grandes cidades. A principal inovação é uma plataforma que iça o veículo pela lateral, com segurança e rapidez. GP 2000 leva de 10 a 15 minutos para guinchar um carro, enquanto os veículos tradicionais demoraram, aproximadamente, 25 minutos. O reboque também pode ser feito pela traseira. O sistema de plataforma do GP 2000, que tem custo estimado de R$ 120 mil, tem acionamento hidráulico e suporta reboque de veículos com até 2 toneladas.

Esportivo SP Concept – Os estudantes se inspiraram na década de 1970 para criar o SP Concept, uma versão repaginada do Volkswagen SP2, lançado em 1972. Buscando alto desempenho aliado à segurança e baixo custo de fabricação, o SP Concept acelera de 0 a 10 em 4,5 s e tem chassi tubular com elevada rigidez torcional. O motor fica na parte traseira e tem 265 cv, e a carroceria é em poliuretano estrutural.

Deixar a nova versão com design moderno e -agressivo- foi um dos desafios, que incluíram buscar soluções na parte de dinâmica. Aliado ao design, a aerodinâmica atua para elevar a carga no eixo dianteiro à medida que ocorre o aumento da velocidade do veículo, visando maior estabilidade. A tomada de ar do sistema propulsor foi mantida e as rodas são inspiradas no modelo original. O conjunto óptico mantém as duas lentes dianteiras com lente direcional integrada ao pára-choque.

Outro projeto desenvolvido pelos alunos é o Seletto, um veículo esportivo equipado com barra estabilizadora de rigidez ajustável, que garante melhor desempenho em curvas e com alta velocidade, bem como conforto em terreno irregular. O Seletto tem valor estimado entre R$ 90 mil e R$ 100 mil e velocidade máxima de 250 Km.

Os demais projetos dos formandos:
BRALMS – Projetado para disputar competições na categoria Le Mans P2, o esportivo BRALMS, tem carroceria em plástico reforçado com fibra de carbono e transmissão seqüencial de seis velocidades. A direção é mecânica de pinhão e cremalheira, assistida hidraulicamente.

DOT -T – veículo compacto equipado com motor Mitsubishi 3B2T, que atinge velocidade máxima de 150 Km. Projetado para transportar duas pessoas, custa entre R$ 25 mil e R$ 30 mil.

DEDROMER – Para cinco ocupantes, é um utilitário esportivo 4X4 integral com motor a combustão interna utilizando sistema de eletroválvulas para controle de admissão e exaustão, que oferecem economia de combustível, redução da emissão de gás poluente, peso e custo de manutenção.

GAIA – Aliar desempenho, conforto e segurança em um carro para lazer são os objetivos do Gaia, que pode rodar na praia. A estrutura do veículo é carenada em fibra de vidro e fibra de juta.

HÁBIL – um hatch projetado para a pessoa entrar no veículo sem precisar sair da cadeira de rodas. Tem plataforma elevatória para acesso lateral que facilita a entrada do cadeirante. Os bancos se movimentam nos trilhos e possibilitam que outro condutor dirija o veículo.

HYBRIDUS – híbrido hidráulico para transporte de pessoas também com deficiência. Pode transportar um ou dois cadeirantes, com acesso pelos dois lados do veículo com a possibilidade de ajuda por intermédio de rampa, suspensão nivelada hidraulicamente e sem coluna B.

LEAN – veículo compacto urbano para duas pessoas, é bicombustível e tem motor 1.4. O Lean foi desenvolvido para frotistas ou para pequenas viagens.

PALITTERO – Para dois ocupantes, o roadster Palittero é para pistas ou área urbana. Tem chassi tubular de construção simples, o que possibilita menos tempo de montagem e custo, além de ótima rigidez estrutural. A carroceria tem design inovador e é de resina com fibra de carbono e vidro.

THOR – caminhão com piso baixo com rampa que facilita carga e descarga. Possui um sistema que, por meio de uma válvula niveladora em cada eixo, reconhece a altura do veículo mantendo-a sempre constante. No painel, tem dispositivo que permite rebaixar ou levantar o veículo.

TUROK – caminhão para trânsito urbano com sistema autônomo que permite carregar de dentro da cabine.

VINCI – foi projetado para ser blindado em linha de produção, o que contribui para a redução de custos e garantia do serviço de fábrica.