Felipe Zanol tenta a reabilitação no Brasileiro de Cross Country nesse fim de semana

Felipe Zanol quer a liderança no Brasileiro de Cross Country

Bento Gonçalves (RS) – O mineiro Felipe Zanol tenta a reabilitação no Brasileiro de Cross Country nesse fim de semana, 14 e 15 de maio, durante a segunda etapa da competição, que será realizada em Porto Seguro, Bahia. O piloto patrocinado pela Rinaldi buscará a vitória depois de ter conquistado o terceiro lugar na etapa de abertura da competição, em abril.

Felipe Zanol tenta a reabilitação no Brasileiro de Cross Country nesse fim de semana

Felipe Zanol tenta a reabilitação no Brasileiro de Cross Country nesse fim de semana

“O campeonato está só no começo e quero a vitória em Porto Seguro para entrar na briga pela liderança da XC1”, afirma o atual campeão nacional na categoria.

Para isso, Zanol intensificou os treinos durante as últimas semanas e acredita que recuperou o ritmo que possuía antes de permanecer dois meses afastado para se recuperar de uma lesão na perna esquerda.

“Estou com um ritmo bom de treino e recuperei a velocidade que tinha antes da lesão. Nesta semana, fiz treinos em uma pista de areia, para me acostumar com o tipo de terreno que vou encontrar na Bahia, e treinei também em uma pista de motocross, para ganhar em explosão”, comenta.

Outro indício de que Zanol retomou a melhor condição física está na conquista do primeiro lugar geral e na classe Elite durante a terceira etapa da Copa Pakato, disputada em Guararema, São Paulo, no início de maio. Com o resultado, o piloto patrocinado pela Rinaldi voltou à liderança da competição.

“Consegui a vitória na geral e na Elite com mais de 20 segundos de vantagem para o segundo colocado. Com o resultado, tenho duas vitórias no campeonato e um abandono, que foi na etapa em que eu estava machucado. Como há um descarte pelo pior resultado, sou o líder da Copa Pakato”, comemora Zanol.

Ciente de que encontrará um terreno bastante arenoso em Porto Seguro, Zanol separou os modelos de pneus Rinaldi SR39 e HE40 para a etapa do fim de semana. “A informação que recebi é de que o terreno é arenoso, portanto, devo andar com o SR39 na dianteira e na traseira. Se eu achar conveniente, talvez mantenha o SR39 na traseira e coloque o HE40 na dianteira. Essa é a composição certa para a maioria das situações em que o terreno é macio, como as pistas arenosas”, indica o piloto.

Classificação: Especial XC1
1º) Paulo Stedile – 25 pontos
2º) Rômulo Bottrel – 22 pontos
3º) Felipe Zanol – 20 pontos
4º) Nielsen Bueno – 18 pontos
5º) Loandro Anton – 16 pontos