Foto: Vencedores

Festa da Premiação encerra com brilho as atividades do catarinense 2009

Foto: Vencedores

Foto: Vencedores

A temporada 2009 do motociclismo catarinense foi encerrada em grande estilo na noite desta terça-feira, 15, no auditório do Centrosul, em Florianópolis, com a entrega da premiação aos melhores do ano.

A Festa da Premiação, que já é tradição no final da temporada catarinense, reuniu pilotos dos seis campeonatos estaduais e seus familiares, dirigentes esportivos, patrocinadores, além de autoridades estaduais e municipais.

O presidente da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM), Onílio Cidade Filho, o Kiko, enfatizou o apoio dado pelos patrocinadores e autoridades, e também a grande temporada do motociclismo catarinense que ficou marcada pela realização do Campeonato Mundial de Motocross, em Canelinha. “Quero destacar a presença dos Secretários de Estado Mauro Mariani e Gilmar Knaesel, essas duas pessoas nos últimos dois anos, até brinco, sofreram muito conosco. A vinda do Mundial para Santa Catarina tem uma grande parcela da mão deles. Quando nós não podíamos bater na porta do Gilmar Knaesel corríamos para o Mauro Mariani e vice-versa. E falar de 2009 não tem como não falar do Campeonato Mundial. Um campeonato que há 10 anos estava fora do País, Santa Catarina se credenciou para sediar a etapa, tivemos a felicidade de fazer uma grande prova, um grande evento que marcou não só o estado, mas o país. Um evento forte e que já consta no calendário da Federação Internacional”, disse.

Kiko fez ainda uma avaliação geral dos campeonatos estaduais. “Em nossos campeonatos tivemos um ano bom. De maneira geral aconteceram com muita tranqüilidade. Enfrentamos contratempos com a condição climática. Em algumas situações aconteceu até de prova de enduro ser adiada, e se isso aconteceu é porque realmente a chuva se abatia com muita força em nossa região. Mas fazendo um resumo geral foi um ano positivo, e só nos resta agora trabalhar para fazer um 2010 melhor ainda. E para isso precisaremos do apoio e a força de todos”, finalizou o presidente da FCM.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel, que compareceu a cerimônia juntamente com Mariani representando o governador Luis Henrique da Silveira, também foi um dos homenageados da noite. No seu pronunciamento, de início falou sobre a realização do GP Brasil em Canelinha. “Lembro do início deste ano. As incertezas que nós Governo tínhamos para 2009 do ponto de vista orçamentário, financeiro, por conta da crise internacional – todos sabem o nosso Estado é grande exportador -, mas especialmente ainda reflexo do ano passado. Nessa época lembramos, SC estava começando a sua reconstrução daquela que foi a maior calamidade do nosso Estado, nós não tínhamos certeza do ano que nos aguardava. Mas uma convicção, uma decisão estava tomada. O nosso governador Luiz Henrique com apoio especial do deputado Mauro Mariani, assumiu o compromisso com a Federação para trazer a etapa do Campeonato Mundial para SC”, disse o Secretário.

Knaesel também destacou o trabalho realizado pela FCM. “Além dos grandes pilotos que ao longo desses anos fizeram a marca Santa Catarina nesse cenário esportivo, essa Federação é uma das federações mais bem organizadas, e olha que eu trabalho com 60 federações esportivas que hoje estão em nosso Estado…, mas a Federação de Motociclismo, vocês podem se orgulhar, é uma das mais bem organizadas em toda a sua parte legal e estrutural”, elogiou.

O deputado federal e secretário de Infra-Estrutura, Mauro Mariani, que já possui o título de “Amigo do Motociclismo Catarinense”, por conta do apoio que vem dando ao esporte a mais de uma década, reforçou a sua posição. “Este é o esporte destaque de Santa Catarina. Não sei se tem outro esporte que trouxe tantos títulos nacionais quanto o motociclismo. Então é importante atrair quanto mais público e as pessoas que podem de certa forma contribuir para esses eventos e ajudar no desenvolvimento do motociclismo”, concluiu.

Homenagens e agradecimentos
Os pilotos catarinenses Denísio do Nascimento (Rally Sport e na geral), Jackson Feubak (Enduro E1), Jacson Keil (Velocross Nacional / Nacional 250cc), Éder Marcondes (Regularidade Over), Rodrigo Riffel (Motocross 65cc), Alexandro Martins (Motocross MX3), Rafael Gaertner (Enduro E3), Guilherme Cascaes (Regularidade Máster), Luciano de Oliveira (Velocross VX1), Paulo Henrique Krutzsch Júnior (Velocross VX2), João Silvério Francener (Velocross VX3), Aristides Mafra Júnior (Rally Production), André Hort (Rally Brasil), Otávio Hort Filho (Rally Brasil), Sérgio Henrique Klaumann (Enduro E1), Nilson Tecilla (E2), Deividy de Zorzi (Enduro E4) e Márcio Luis Dalla Lana Filho (Regularidade), foram destaques no cenário nacional e também receberam homenagens.

Também receberam o agradecimento da FCM o secretário da Segurança Pública Ronaldo Benedet, o delegado chefe da Polícia Civil Maurício Eskudlark, o comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Eliésio Rodrigues, representado pelo sargento Daniel, o comandante do Corpo de Bombeiros Coronel BM Álvaro Maus, a secretária Sandra Regina Eccel, da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Brusque, e o presidente da Câmara de Vereadores de Canelinha, Antônio Carlos Flores.

Os patrocinadores da FCM, a Riffel, representada pelo gerente de marketing Cristiano Duma, a Motoshop pelo proprietário Rogério Schmitt e a Destak Transportes, pelo gerente e entusiasta do esporte Luis Anísio Souza, da mesma forma receberam um agradecimento especial.

Para Cristiano, a parceria com a FCM revela um trabalho que vem dando certo. “A Riffel é patrocinadora do motocross, mas sabe que o motociclismo acima de tudo é uma paixão. A nossa marca Riffel Motospirit revela isso… e nós vamos continuar apoiando para desenvolver o esporte aqui no estado e no país”, concluiu.

Representando a imprensa esportiva catarinense, Valdecir Augustin, do site Toporacing, subiu ao palco para receber o seu troféu das mãos do Sérgio Jachowicz, do Motoclube de Canelinha.

Três motos e uma centena de concorrentes – O sorteio da três motos 0 km já virou tradição da cerimônia de premiação, e por que não dizer, é o momento mais esperado da noite. Todos querem voltar para casa com uma das três motocicletas oferecidas pela FCM e seus patrocinadores aos campeões, vices e terceiros colocados dos campeonatos estaduais.

O primeiro sorteio foi entre os campeões catarinenses. Em jogo uma Honda CG Titan e uma Honda Pop.

Os números dos pilotos foram sendo eliminados até sobrar apenas cinco finalistas. O primeiro a perder a chance de levar uma dessas duas motos para casa foi Gabriel Gentil. No final tinham chances apenas os pilotos Luciano de Oliveira, Ednilson Batista, Wilmar Possamai, Leandro Lima e o garotinho Pietro Pimentel, que foi campeão em dois campeonatos e era o único a ainda ter dois números no globo. Pietro foi o primeiro a ser eliminado, mas como tinha mais um número permaneceu com chances. Wilmar Possamai foi o segundo, seguido de Luciano de Oliveira e novamente Pietro.

Ednilson e Leandro que já eram os donos das motos disputaram quem ficaria com a Honda Titan e quem ficaria com a Pop. No final, Ednilson Batista, campeão catarinense da categoria Nacional 230cc do Velocross ficou com a Honda Pop e Leandro Lima, campeão da categoria XC3 Nacional do Cross Country, com a Honda CG Titan.

Em seguida foi feito o sorteio da outra Honda Pop entre os vices-campeões e terceiros colocados, reunindo 73 participantes. Desta vez, apenas cinco números foram sorteados: Lucas Nascimento, Airton Pimentel, Erivelto Nicoladelli e Amabilly Cardoso, respectivamente, levaram para casa um prêmio.

O quinto número foi do vencedor da moto que saiu também para um piloto de Velocross, Juarez Barbosa, terceiro colocado na categoria VX3, que voltou para casa com o troféu e a Honda Pop.