Fiat Yamaha apresenta projecto de 2009

Fiat Yamaha apresenta projecto de 2009

Fiat Yamaha apresenta projecto de 2009

A segunda parte da apresentação da Fiat Yamaha mostra a equipa totalmente preparada para a época que se aproxima.

Dando continuidade à apresentação online levada a cabo pela equipa – e que correu mundo a 12 de Fevereiro deste ano – a Fiat Yamaha terminou a revelação em duas fases do projecto de 2009 com uma conferência de imprensa na sua zona de convidados ao final da tarde de sexta-feira no paddock de Jerez.

Valentino Rossi e Jorge Lorenzo estiveram presentes no evento, bem como os seus chefes de equipa Davide Brivio e Daniele Romagnoli, respectivamente, o Director de Projecto da Fiat Yamaha Masahiko Nakajima, o Director da Yamaha Racing Lin Jarvis e o Director Executivo da Fiat Lorenzo Sistino. Houve lugar a uma sessão de perguntas e respostas de mais de uma hora e na qual os jornalistas tiveram a oportunidade de ficarem a conhecer um pouco melhor o projecto de 2009 de MotoGP, com a Yamaha a apresentar-se muito resistente, mesmo apesar da actual crise económica global.

“A Yamaha tem mostrado dedicação às suas apostas. Ser bem sucedido significa que este projecto consegui manter importantes patrocinadores e apoios. Queremos agradecer em particular à Fiat por darem continuidade ao seu envolvimento,” disse Jarvis.

“O negócio está difícil e está a aproximar-se o período de venda de motos no mercado, mas estamos totalmente dedicados ao MotoGP.”

Quando instado a falar das medidas aplicadas para a redução de custos este ano, Rossi afirmou que veria poucas mudanças nos fins-de-semana de Grandes Prémios, brincando: “Assinei o meu contrato em Junho. Quem será mais afectado talvez sejam os meus mecânicos e as pessoas à minha volta. Contudo, a redução do tempo de treinos preocupa-me, já que no ano passado por vezes só conseguimos encontrar a melhor afinação na manhã de domingo.”

Brivio acrescentou o seu ponto de vista, considerando que os “fãs não vão estar a pensar em problemas quando se sentarem para verem as corridas às 14 horas.”

Mas a crise levou também a que haja agora mais cooperação na box da Fiat Yamaha. Lorenzo respondeu às incontáveis perguntas sobre a parede que separa os dois dizendo: “Tenho a telemetria do Valentino e ele tem a minha, mas todos os pilotos têm de se concentrar no seu próprio trabalho, ou nunca vencerão.”