Fiat Yamaha começa 2010 com ritmo forte

Fiat Yamaha começa 2010 com ritmo forte

Fiat Yamaha começa 2010 com ritmo forte

A equipa de fábrica começou o ano com forte prestação no teste de Sepang.

Com Valentino Rossi e Jorge Lorenzo entre os três primeiros no Teste Oficial de MotoGP de abertura de 2010, na Malásia, foi uma sessão de trabalho positiva para a Fiat Yamaha.

Rossi foi o único entre os 17 pilotos presentes a rodar abaixo dos 2m01s, apresentando um tempo de 2m00,925s na sexta-feira, enquanto o registo de 2m01,680s de Lorenzo o colocou em terceiro, atrás de Casey Stoner, da Ducati.

Rossi deixou a box às 13 horas depois da chuva matinal ter deixado a pista molhada até à hora do almoço e quando começou a rodar o Campeão do Mundo efectuou 32 voltas com a sua YZR-M1 – ficando apenas a menos de meio segundo do seu próprio recorde da pole no circuito e que data de 2009.

“Após ontem, este segundo dia correu muito bem também, isto apesar de perdido algumas horas para a chuva, mas conseguimos completar o trabalho,” explicou o italiano. “Trabalhámos na nova moto para encontrarmos a melhor afinação e fiquei contente por ter sido o mais rápido – apesar de ser apenas um teste, é importante para mim!”

“No próximo testes teremos mais algumas coisas novas, mas já estamos contentes porque estamos rápidos e fortes. É claro que há espaço para melhorar; Sepang é sempre uma boa pista para a Yamaha, pelo que temos de esperar pelo Qatar para compreendermos melhor o nível em que estamos, mas começámos bem.”

Lorenzo iniciou o trabalho ao final da manhã, mas completou 60 voltas até ao final do dia. Uma grande melhoria face ao seu tempo de quinta-feira e sensações confortáveis aos comandos da M1 foram resultados positivos para o espanhol.

“Hoje senti-me muito melhor e consegui ser rápido desde o início,” disse. “Ontem não foi grande problema, é só porque depois de tão longa paragem esqueci-me um pouco como é que se anda de moto! Preciso de mais tempo, mas hoje foi muito melhor. Estou contente com a minha prestação e com o que senti com a Yamaha, e isto é o melhor. Fizeram boas modificações ao chassis e motor e isso já melhorou o nosso ritmo.”

Lorenzo acrescentou: “Não temos muitos dias na moto até ao início da época, pelo que temos de tirar o máximo partido do tempo que temos aqui no próximo mês para continuarmos o bom trabalho.”