EricGranado_1_02_05

Fim das férias para Eric Granado. Férias?

Tem gente que chama o intervalo de verão Europeu do Campeonato Mundial de Motovelocidade de férias, mas está é uma palavra que o piloto Eric Granado não conhece… não com a temporada em andamento. No início do ano, Eric fez uma pré-temporada exemplar, para chegar á abertura do Campeonato Mundial na melhor forma técnica e física. Assim foi. Depois de um a primeira parte da temporada complicada, com alguns tombos importantes e uma incrível recuperação da fratura sofrida na mão, Eric retomou o bom ritmo do início do ano para conquistar seus primeiros pontos na etapa da Alemanha, última antes do recesso da metade do ano.

Mais do que motivado e de volta ao Brasil, Eric Granado mergulhou em uma rotina pesada de treinos físicos e técnicos, com muitas horas de corrida e ciclismo, e centenas de voltas nas pistas de motocross, velocross e supermoto. Acompanhar de perto a rotina de Eric nos faz jogar fora qualquer sentimento de preguiça ou “vou deixar isso pra depois”. Desperta às 5hs da manhã para pedalar ou correr, alimentação regrada o dia todo, todos os dias, e olha que ele gosta de doces, muita hidratação… sem fim, fisioterapia e muita, muita motocicleta. Esta foi a rotina de férias que o piloto brasileiro e sua equipe decidiram adotar para estas três semanas de intervalo no calendário do mundial que terminou esta semana, quando embarca para os Estados Unidos para a disputa do Grande Prêmio Red Bull de Indianapolis, que acontece no próximo final de semana.

Resumo do dos treinos de 15 de julho a 4 de agosto:
• 507 km percorridos somando ciclismo e corrida
• 2.220 minutos de treinos cronometrados (37 horas)
• Some-se a este tempo as horas passadas nas diversas pistas pilotando Supermoto, Velocross e Motocross.

Eric Granado: “Nossa! Não via a hora de voltar às corridas. Hoje de noite embarco para os Estados Unidos satisfeito com o período de ‘férias’ no Brasil. Acho que nunca trabalhei tanto durante as férias. Estou bastante confiante para o restante da temporada e de volta ao meu melhor condicionamento, como estava no início do ano. Foram dias intensos de treinamento físico e técnico acompanhado por muitos profissionais e amigos. Preciso agradecer a dedicação e a companhia de meu Personal Trainer Alexandre Lima, a toda a equipe do Instituto Marazul, ao amigo e mentor Santo Feltrin e ao Chiquinho Velasco, grande piloto de Supermoto que me ajudou nos treinos na Praia Grande.

Queria também agradecer a toda a equipe da Mobil e oportunidade de participar de dois eventos importantes da companhia. Foi muito gratificante estar em Vitória e Goiânia. Foi legal acompanhar e torcer pela equipe Mobil Super Racing de Stock Car na corrida do Milhão e poder ver a nova pista de perto. A reforma do Autódromo ficou ótima e tenho certeza de que poderá receber o Mundial de Motovelocidade, caso seja esta a decisão.

Não vejo a hora de subir na moto para a disputa da prova de Indianápolis e retomar minha rotina de competições“.

Leia mais sobre o Grande Prêmio Red Bull de Indianapolis:  clique aqui