motos-nova-marca-brasil-royal-enfield-2

Fim de mistério: Royal Enfield chega a partir de R$ 18.900

A chegada da marca inglesa gerou muita expectativa quando foi anunciada por aqui. No início de 2013, o Motonline já registrava que a Royal Enfield estava realizando testes de rodagem com suas motos em nossas terras e desde o EICMA de 2016 – Salão de Milão – as especulações ganharam força, junto do anuncio oficial da vinda da marca para o Brasil a partir deste ano. Até que, como havia sido adiantado pela marca oficialmente no mês passado, agora, em abril, ocorreu o lançamento oficial.

Produção da Royal Enfield em Chennai na Índia

Produção da Royal Enfield em Chennai na Índia

A Royal Enfield não chega ao Brasil com planos e metas, digamos, muito ambiciosas e sim apostando na receita e valores old school de suas motos clássicas. O diretor geral da operação brasileira, Cláudio Giusti, enfatizou que o objetivo da empresa não é fazer volume, mas colocar a marca no mercado. E para isso, a ideia central do negócio é permitir que os consumidores façam test-drive nas motocicletas. “Acreditamos que a opinião dos proprietários será decisiva nessa fase inicial”, falou Giusti.

A operação começa com uma loja na zona sul de São Paulo, na região do Ibirapuera, que será aberta na próxima semana. No comando estão os irmãos Raul Fernandes Jr. e Maurício Fernandes, que já trabalham com lojas de BMW e Triumph. As motos da RE chegam com garantia de dois anos.

A Himalayan é o principal lançamento recente da Royal Enfield na Índia, e um dos que mais gerava expectativa por aqui... mas ficou de fora da operação brasileira

A Himalayan é o principal lançamento recente da Royal Enfield na Índia, e um dos que mais gerava expectativa por aqui… mas ficou de fora da operação brasileira

Embora os planos não sejam tão ambiciosos, a Royal Enfield olha para o horizonte de forma positiva. “Depois que essa operação se estabelecer e se tornar rentável, nós pretendemos expandir e levar nossa marca para mais cidades do Brasil”, afirmou Rudratej Singh, presidente da empresa. No primeiro instante as motos vão chegar aqui diretamente da Índia, e não existem planos para produção no Brasil. Serão comercializadas 3 motos da marca por aqui: Bullet, Classic e a Continental GT.

As motos que a Royal Enfield trará ao Brasil

Classic 500

Classic 500 - 27,2 cv, monocilíndrica, 4,21 kgf.m de torque

Classic 500 – 27,2 cv, monocilíndrica, 4,21 kgf.m de torque

  • Motor 499 cc e 1 cilindro
  • Injeção eletrônica
  • Refrigerado a ar
  • 27,2 cavalos de potência
  • 4,21 kgfm de torque
  • 5 marchas
  • Partida elétrica e pedal
  • 195 kg
  • Tanque de 13,5 litros

Bullet 500

Bullet 500 - mesmos 27,2 cv, 4,21 kgf.m de torque

Bullet 500 – mesmos 27,2 cv, 4,21 kgf.m de torque

  • Motor 499 cc e 1 cilindro
  • Injeção eletrônica
  • Refrigerado a ar
  • 27,2 cavalos de potência
  • 4,21 kgfm de torque
  • 5 marchas
  • Partida elétrica e pedal
  • 195 kg
  • Tanque de 13,5 litros

Continental GT

Continental GT - café racer com 29,1 cv, motor 535 cc

Continental GT – café racer com 29,1 cv, motor 535 cc

 

  • Motor 535 cc e 1 cilindro
  • Injeção eletrônica
  • Refrigerado a ar
  • 29,1cavalos de potência
  • 4,5 kgfm de torque
  • 5 marchas
  • Partida elétrica e pedal
  • 184 kg
  • Tanque de 13,5 litros

Confira os preços das novas Royal Enfield:

Bullet 500: R$ 18.900
Classic 500: R$ 19.900
Classic 500 ABS: R$ 20.900
Classic 500 Military: R$ 21.000
Classic 500 Military ABS: R$ 22.000
Classic 500 Chrome: R$ 21.900
Classic 500 Chrome ABS: R$ 22.900
Continental GT: R$ 23.000
Continental GT ABS: R$ 24.500

Fotos: Divulgação

Separador_motos

 



Jan Terwak

Publicitário, curte motos desde que se conhece como gente, é piloto de motocross, enduro, cross-country e trilhas. Empresta sua experiência no off-road para as avaliações de motos no Motonline.