SONY DSC

Final do Brasileiro de Enduro FIM promete emoção em Patrocínio/MG

(CBM, 02/11) – A última e decisiva etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, que acontece no próximo fim de semana, dias 5 e 6 de novembro, tem tudo para terminar em “pão de queijo”. A prova será disputada na cidade mineira de Patrocínio e tem justamente dois pilotos “das Gerais” entre os principais aspirantes ao título.

O líder da categoria E1, a principal da modalidade, é Nielsen Bueno, natural de Bueno Brandão/MG, com 246 pontos, mas, levando-se em consideração os descartes, a vantagem é do mineiro da capital, Felipe Zanol, que não disputou a última etapa, em Natal/RN, por ter rompido o ligamento do polegar da mão direita durante o Rally dos Sertões.

– Venci os dois dias em Natal, assumindo a liderança do Brasileiro para a minha equipe. Sei que ainda há descarte no campeonato, mas corrida é corrida e entrego agora nas mãos de Deus – disse Nielsen, patrocinado por Suzuki, Mobil, Fox, Jet Fio, Tec Turbo, Alpinestars, Pirelli e Smith.

Sem contar os descartes, porém, quem também segue na briga, e vai tentar atrapalhar a festa dos pilotos locais, é o paulista Julio César “Bissinho” Zavatti. No momento, Bissinho ocupa a segunda posição na classificação geral, mas vem de excelentes resultados, como a vitória na última etapa do Brasileiro de Rally Baja, em Igaraçu do Tietê/SP.

– No último fim de semana conquistei um resultado muito bom em Suzano/SP, com um 2º lugar na final da Copa Pakato, a apenas nove segundos do Zanol. Estou ansioso pelas finals do Brasileiro em Patrocínio – declarou Bissinho (Sherco, ASW, WRP, Dia Frag, Luiz Racing, Pórtico Real, Acerbis e MR-Pró).

Atual hexacampeão brasileiro, Felipe Zanol já definiu uma estratégia para o fim de semana. O piloto mineiro, patrocinado por Gas Gas, ASW, Athena, Rinaldi, Motul, Ladro, Mr Pró e Ingá, diz que tem condições de andar muito forte, mas que não quer cometer erros e colocar tudo a perder.

– A corrida em Patrocínio é quase “em casa”, pois tem terreno muito parecido com BH e muita pedra. Pelas contas, se o Nielsen vencer os dois dias preciso apenas ficar em quarto no sábado e no domingo. Mas nao gosto muito de conta não. Vou atrás de mais um vitória, obviamente sem correr riscos desnecessários – ressaltou Zanol.

Zanol foi campeão do Brasileiro de Enduro FIM de 2003 a 2007, quando viajou para a Europa para disputa do Campeonato Português (no qual foi bicampeão em 2008 e 2009) e do Mundial. Nesse período o título brasileiro ficou nas mãos de Nielsen Bueno. De volta ao Brasil em 2010, Zanol conquistou seu sexto título brasileiro, e agora busca o sétimo caneco.

Após o Enduro da Grande Natal, o mineiro Rômulo “Oncinha” Bottrel conquistou de forma antecipada o título de campeão da categoria E2, com 255 pontos, contra 170 de Cristiano Oliveira e 158 de Gregório Caselani. Os demais líderes são: Tiago Carnio (E3a), Jesus Fernandes (E3b), Luiz Felipe Claudino (E4) e Luciano Provin (E5).

A final do Brasileiro de Enduro FIM, válida também pelas 6ª e 7ª etapas do Campeonato Mineiro, tem organização do Motoclube do Cerrado, com apoio técnico do TCMG. A supervisão é da Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais e da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Classificação do Brasileiro de Enduro FIM:
E1 = 1º – Nielsen Bueno – 243 pontos
2º – Julio Cesar Zavatti – 235
3º – Felipe Zanol – 219

E2 = 1º – Romulo Botrel – 255 pontos
2º – Cristiano Oliveira – 170
3º – Gregorio Caselani – 158

E3a = 1º – Tiago Carnio – 219 pontos
2º – Marcos Betoni – 184
3º – Luciano Farias – 158

E3b = 1º – Jesus Fernandes – 204 pontos
2º – Sergio Coelho – 194
3º – Francisco de Lima – 109

E4 = 1º – Luiz Felipe Claudino – 216 pontos
2º – Deivid de Zorzi – 184
3º – Fabio do Nascimento – 177

E5 = 1º – Luciano Provin – 178 pontos
2º – Romulo Chiarani – 95
3º – Rodrigo da Cunha – 78