Foto: Apoio de familiares e amigos

Flávio Machado supera adversidades e é vice-campeão da Superliga de MotoCross

Foto: Apoio de familiares e amigos

Foto: Apoio de familiares e amigos

Poços de Caldas (MG) foi palco no último domingo (21) da 7ª e última etapa da Superliga de MotoCross. Disposto a brigar pelo vice da categoria MX4, o piloto Flávio Machado da Radiex Team superou todos os obstáculos, e saiu da cidade mineira com o segundo lugar garantido, e após uma temporada de muita disputa, o vice foi muito comemorado.

“Fomos para Poços com a missão de brigar pelo menos pelo vice-campeonato, e decidido a fazer valer o esforço de todo o ano, fazendo as contas, tínhamos que chegar ao menos no 5º lugar, para garantir o vice, e isso não foi uma tarefa fácil, pois senti a lesão e a falta de preparo por ficar mais de 20 dias sem treinar. Mas no final deu tudo certo, larguei bem, e me mantive em 3º durante quase toda a prova, terminei em 4º, garantindo o vice”, declarou Flávio, que fez questão de dedicar a conquista a Radiex, pela confiança depositada desde o início.

Para o bom desempenho durante a temporada, Flávio contou com produtos de alta qualidade, fabricados pela Radiex. “Contamos com os melhores produtos disponíveis no mercado, e para nós é uma honra representar essa marca nas pistas. Particularmente vejo esse novo Campeonato com bons olhos, pois teve mais acertos do que erros, e uma grande vontade dos organizadores em elevar nosso esporte a outros níveis de visibilidade junto à mídia, sendo importante para os patrocinadores dos atletas e do próprio evento”, explicou o piloto sobre o torneio que teve início este ano.

Brasileiro de MotoCross

Mesmo não conseguindo participar da penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de MotoCross, Flávio analisa sua participação na prova de maneira positiva. “Esse ano foi o mais competitivo dos últimos anos, fiquei chateado de não ter participado da etapa de Brasília, em virtude da lesão, já que era uma etapa que tínhamos a chance de brigar pelo pódio e marcar pontos importantes”, disse.

“Acho muito importante competir no Brasileiro que é a entidade oficial junto à Federação Internacional, para quem pretende participar de uma etapa do Mundial, pois ano que vem teremos etapas da categoria MX3 no Brasil e América do Sul. Para 2011, vou continuar a investir em equipamentos e preparação física, já que a cada ano fica evidente que não basta ter talento e técnica, uma condição atlética é fundamental. Já fiz contatos para treinar com uma família de pilotos do interior de São Paulo, visando aperfeiçoar a técnica, pois estamos nos preparando para competir algumas etapas do Mundial no ano que vem”, finalizou Flávio.

Classificação final do Campeonato – Categoria MX4

1º Wellington Ferreira- 57 pontos
2º Flávio Machado – 41 pontos
3º Julio Xavier – 35 pontos
4º Leo Lopes – 27 pontos
5º Dário Jr. – 26 pontos
6º Anísio Clasen – 17 pontos
7º Junior Feitosa – 13 pontos
8º José Neto – 11 pontos
9º Sandro da Rosa – 11 pontos
10º Valdinei Marcolin – 10 pontos
11º Oscar Kleiber – 10 pontos
12º Paulo Monteiro – 9 pontos
13º Rogério Schimitt – 9 pontos
14º Ricardo Bicalho – 9 pontos
15º Ailton Rodrigues – 8 pontos
16º Ingo Junior – 8 pontos
17º Marcos Evangelista – 8 pontos
18º Renato Carvalho – 7 pontos