Frenagem, tempo x distância

Na hora de frear, muitos motoristas tˆm medo que o motor apague e pisam primeiro no pedal da embreagem e, somente depois, no do freio.

Eles perdem preciosos segundos, que podem fazer a diferen‡a entre a vida e a morte. O problema, muitas vezes, vem da ‚poca do aprendizado na auto-escola. Dessa forma, al‚m de retardar o in¡cio da a‡Æo do sistema de freio, o motorista acaba perdendo a ajuda do chamado freio-motor, que entra em a‡Æo assim que ele tira o p‚ do acelerador.

Essa atitude pode nÆo fazer tanta diferen‡a no trƒnsito urbano, onde as velocidades sÆo menores e, na maioria das vezes, ‚ at‚ necess rio realmente pisar quase ao mesmo tempo nos dois pedais (ainda assim o correto ‚ pisar primeiro no do freio). Mas, numa freada de emergˆncia e em velocidades mais elevadas, esse tempo perdido – gasto para retirar o p‚ esquerdo da in‚rcia e lev -lo at‚ o pedal da embreagem – pode ser muito tarde.

O que o motorista precisa lembrar ‚ que, mesmo que esteja preparado para enfrentar condi‡äes adversas, nÆo basta simplesmente que ele veja o perigo para que seu carro pare. Nada acontece instantaneamente. Numa situa‡Æo de perigo, o condutor decide frear, mas, at‚ que o ve¡culo pare, ter  se passado algum tempo, segundo a f¢rmula: TP (Tempo de Parada) = TR (Tempo de Rea‡Æo) + TF (Tempo de Frenagem).

E esse tempo se traduz em distƒncia. Ou seja, desde que o perigo ‚ visto at‚ a parada total existe um espa‡o de tempo em que o ve¡culo continua em movimento, percorrendo uma certa distƒncia.

Se o ve¡culo estiver a 80km/h e o motorista demorar quatro segundos para iniciar qualquer rea‡Æo, j  ter  percorrido uma distƒncia de quase 90m. Por isso, o correto ‚ pisar primeiro no freio e, quando o ve¡culo estiver quase parando, pisar na embreagem.