Garupa também é gente

Mesmo para motociclistas experientes, transportar um passageiro na garupa requer certos cuidados de acordo com o tipo de moto. As motos foram projetadas para levar at‚ duas pessoas. Mas o equil¡brio fica completamente alterado ao acrescentar o peso extra na parte traseira e isso influencia a‡äes como frenagem e acelera‡Æo.

Ao contr rio dos autom¢veis, as motos sÆo sens¡veis … carga em fun‡Æo do equil¡brio dinƒmico estabelecido em apenas dois pontos de apoio. Ao provocar altera‡Æo na distribui‡Æo de peso, automaticamente toda rea‡Æo da moto se altera. A primeira atitude do motociclista ‚ verificar no manual de sua moto qual a capacidade m xima de carga. Sim, isso existe e est  no manual. Carregar peso excedente compromete a estabilidade e a frenagem, al‚m de reduzir a durabilidade dos componentes da suspensÆo.

Nas motos esportivas, especialmente as mais radicais, o espa‡o do garupa ‚ meramente uma questÆo de marketing: precisa existir, mas eu nÆo recomendo seu uso, a menos que seja em caso extremo, como amea‡a de div¢rcio, por exemplo. Nas esportivas, o aumento de peso na traseira provoca desequil¡brio no piloto e passageiro e exige que a frenagem seja feita com mais intensidade no freio traseiro, sob risco de ver a sua garupa sair voando por cima da carenagem. Principalmente em baixa velocidade, use exclusivamente o freio traseiro e vai notar que o passageiro nÆo ficar  batendo no seu capacete o tempo todo.

Nas motos custom, o garupa tem o privil‚gio muitas vezes de um encosto. Isso permite um posicionamento mais relaxado e leva ao risco do sono. Se perceber que seu garupa est  “pescando” pare imediatamente a moto e fa‡a-o acordar. Um dos maiores riscos para o passageiro ‚ dormir e cair da moto. Pode parecer imposs¡vel, mas h  relatos at‚ de acidentes graves. Mesmo que o garupa nÆo caia, pode provocar um desequil¡brio tÆo grande que os dois podem ir para o chÆo.

As motos de uso misto sÆo muito boas para transportar passageiro porque a maior distƒncia da pedaleira para o banco permite manter as pernas menos dobradas.

Lembre de orientar o garupa para inclinar junto com o motociclista, nÆo fazer movimentos bruscos e estenda a ele (ou ela) os equipamentos de seguran‡a. Mesmo que a lei estabele‡a a idade m¡nima de sete anos para transportar crian‡a na garupa, seja respons vel e evite levar crian‡as que nÆo tenham altura suficiente para alcan‡ar as pedaleiras. E nÆo use equipamentos de adultos em crian‡as. Um capacete folgado tem a mesma fun‡Æo protetiva que um bon‚!

Cuidado com mochilas e roupas largas que possam enroscar em outros ve¡culos ou mesmo queimar no escapamento da sua moto. E, acima de tudo, respeite a individualidade: se o garupa estiver com medo, v  mais devagar.