Rômulo Bottrel, da Gas Gas Racing Team, na quinta etapa da Copa EFX Pacato

Gas Gas Racing Team é a melhor equipe na quinta etapa da Copa EFX Pacato

Rômulo Bottrel, da Gas Gas Racing Team, na quinta etapa da Copa EFX Pacato

Rômulo Bottrel, da Gas Gas Racing Team, na quinta etapa da Copa EFX Pacato

A Gas Gas Racing Team mostrou que a união faz a força na quinta etapa da Copa EFX Pacato de Enduro FIM, realizada neste domingo em Pindamonhangaba, interior paulista. O time mineiro obteve o melhor desempenho nas categorias Equipes e Clubes, que valorizam os resultados dos pilotos de forma coletiva.

O saldo do dia foi mais do que positivo. Rômulo Bottrel, que disputa pela primeira temporada a classe Elite, obteve o seu melhor resultado, o segundo lugar. Pélmio Simões ampliou a sequência de vitórias na E6, o suficiente para colocar uma mão na taça da categoria. E na E2, Rigor Rico subiu no pódio em segundo lugar e o piloto satélite Lipão Rosendo, em terceiro, segue firme da briga pelo título.

“Os pilotos estão bem preparados e a equipe tem feito muito barulho nas provas. Estamos satisfeitos com os resultados, que ressaltam o conceito de equipe e mostram que oferecemos uma ótima estrutura”, explicou Leo Tavares, responsável pela comunicação da Gas Gas Racing Team.

Rômulo Bottrel destacou o trabalho das últimas semanas. “Tudo vinha caminhando para que eu tivesse um resultado positivo hoje, treinei muito forte nas últimas semanas e estou em busca de uma vitória. Fiz uma ótima prova, mesmo sendo cauteloso em alguns momentos”, explicou.

A disputa da E6 foi muito acirrada. “Tive duas quedas no mesmo lugar, quando fui transpor um obstáculo de pneus. Mesmo assim, mantive a tranquilidade e consegui uma vitória apertada. Agora fiquei com uma vantagem maior para a final e espero levar o título”, contou Pélmio Simões, lembrando que a decisão será no dia 16 de setembro em Mogi das Cruzes (SP).

Na categoria E2, a Gas Gas Racing Team continua forte. Lipão Rosendo segue em segundo lugar, na luta pelo título com o líder Henry Horita. “Estou bastante focado para a final, pois fiquei a apenas dois pontos do primeiro colocado. Hoje eu preferi não arriscar em alguns trechos para não me machucar e comprometer a disputa da final”, explicou.

Rigor Rico aprovou o desempenho. “A diferença entre os primeiros colocados foi muito pouca na E2 e eu fiquei satisfeito com a minha pilotagem. Notei que evoluí desde que aumentei o ritmo dos treinamentos e estou planejando novas sessões em Belo Horizonte, junto com os outros pilotos da Gas Gas Racing Team”, concluiu o competidor de Barão do Cocais (MG).

A Gas Gas Racing Team conta com o patrocínio de Rinaldi, Mobil, Siverst, ASW, Dia-Frag e Vedamotors.