Autódromo de Brasília

GDF inicia reformas no Autódromo Internacional de Brasília

Em outubro de 2012, um grupo de pilotos brasilienses de motovelocidade, entusiastas do esporte e demais motociclistas, sentindo a necessidade da criação de uma entidade que realmente os atenda e represente, se organizaram em uma comissão para a criação da SBK-DF.

Como uma das primeiras ações, em novembro de 2012, a SBK-DF enviou ofícios ao GDF (Governo do Distrito Federal), para levantar informações a respeito do Autódromo e se havia projeto de sua reforma em andamento.

Em dezembro de 2012 ocorreu uma reunião entre representantes da Secretaria de Estado de Esporte do Distrito Federal e a SBK-DF, na qual foram discutidas necessidades de melhorias e reformas no Autódromo. Ainda, em dezembro de 2012, ocorreu uma vistoria no Autódromo com representantes da Secretaria e da SBK-DF, na qual foram observadas as condições do asfalto, curvas, zebras, áreas de escape, guard rails, pistas auxiliares, arquibancadas, banheiros, limpeza e conservação geral etc. Após a vistoria, os representantes da Secretaria ficaram de discutir, internamente, na Secretaria e no GDF as reformas possíveis no momento. Em atendimento às gestões da SBK-DF, no início de fevereiro de 2013, o administrador do autódromo, Herlison Ronan, já iniciou atividades para atender algumas das reformas e melhorias solicitadas. A SBK-DF já entrou em contato com a Secretaria para buscar nova reunião para dar continuidade ao diálogo e acompanhar o andamento das obras iniciadas.

Assembleia de constituição da SBK-DF

Autódromo de Brasília

Autódromo de Brasília

Todos os motociclistas, pilotos e simpatizantes do motociclismo estão convidados para participar da Assembleia de constituição oficial da SBK-DF, que ocorrerá no dia 23 de fevereiro de 2013, às 15:00, no restaurante Paddock, localizado no Autódromo Internacional de Brasília. A SBK-DF pretende ser um importante instrumento dos motociclistas, inovadora e conquistadora de avanços. Por isso, é importante a participação dos motociclistas e simpatizantes na Assembleia de constituição. Entre outras ações, a entidade representará os interesses dos diferentes perfis de motociclistas.

As atividades e a consolidação da associação serão ditadas pelos seus associados. As possibilidades são infinitas, dentre as quais algumas já vêm sendo pensadas. A associação poderá, por exemplo, fazer gestões junto ao Poder Público em defesa dos interesses dos motociclistas, celebrar convênios com fabricantes de equipamentos de segurança, promover palestras e cursos de temas como dicas de condução e manutenção, fornecer orientação e apoio jurídico e divulgar notícias de interesse dos associados.