Gilson Scudeler está a um passo do heptacampeonato inédito

Piloto pode conquistar título antecipado da categoria Superbike no Brasileiro de Motovelocidade neste domingo

O paulista Gilson Scudeler tem uma missão inédita no próximo final de semana (18 e 19): lutar pelo sétimo título do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O feito jamais foi conquistado por outro piloto nacional, o que dá ao hexacampeão um gostinho ainda maior. Scudeler terá a oportunidade de conquistar o título da categoria Superbike por antecipação, na quinta etapa, no Autódromo Internacional de Cascavel (PR), já que a vantagem numérica é bastante superior aos adversários.

A competição ainda conta com mais uma etapa, marcada para o dia 15 de novembro, em Interlagos, São Paulo. Os planos de Scudeler quase foram interrompidos por conta de um acidente sofrido no sábado, durante os treinos na cidade paranaense. O piloto do Team Scud, patrocinado pela Honda, caiu e perdeu uma parte do dedo mínimo da mão esquerda. Já recuperado, o competidor planeja não dar chances aos concorrentes e acelerar rumo à sétima conquista.

O piloto mais experiente da categoria soma 201 pontos, 74 a mais que o segundo colocado, Danilo Andric. A diferença não deixa Scudeler mais tranqüilo. Por conta disso, ele e os outros dois pilotos do Team Scud, Robson Portaluppi e Pierre Chofard, chegaram mais cedo ao palco da competição. “A disputa é sempre intensa. Para nos prepararmos melhor, viemos treinar antes. Infelizmente, este acidente acaba comprometendo um pouco, mas espero cumprir meu objetivo. Já voltei aos treinos nesta terça-feira e foi tudo bem. Doeu um pouco, mas foi melhor do que eu pensava”, comentou o piloto que acelera nas pistas com a motocicleta Honda CBR 1000 RR Fireblade.

Scudeler pretende repetir o mesmo desempenho do ano pass ado em Cascavel, quando venceu as duas baterias. “É uma pista bastante rápida, onde andamos o tempo todo acima de 200 km/h. Ela exige muita atenção. Os pneus são fatores que precisam de planejamento. Em 2007 venci as duas baterias. Quero conseguir o mesmo resultado. O público daqui sempre nos recebe muito bem. É o lugar perfeito para sair com o heptacampeonato.”

O gaúcho Robson Portaluppi também irá fazer de tudo para garantir um bom resultado em Cascavel e subir ainda mais na classificação. Atualmente, Portaluppi ocupa a quarta colocação com 92 pontos. Com um resultado bom nos treinos, ele acredita estar no caminho certo. “Já fiz bons treinamentos aqui no Paraná. Melhorei meu tempo, mas sei que dá para aperfeiçoar mais ainda. Estou bem tranqüilo”, contou o líder do campeonato gaúcho que utiliza a experiência na competição estadual para garantir desempenho no nacional. “Estou com uma boa expectativa no gaúcho e tirando várias lições. Não posso me cobrar muito, pois isso atrapalha.”

Portaluppi aprovou a pista de Cascavel, no entanto, destaca que é preciso cuidado. “Há alguns trechos que precisam de atenção. São pontos críticos onde não se pode arriscar tudo. É um bom circuito”, completou.

Pierre Chofard completa o Team Scud. O paulista, que ficou de fora de duas etapas ao longo do campeonato conseguiu um resultado melhor do que o esperado, na última fase, em Brasília. Ele andou o tempo todo ao lado de Scudeler e ganhou ainda mais ânimo para seguir firme em busca de uma melhor posição. Com 49 pontos, Chofard está em nono lugar. “Estou acertando a moto para a corrida de domingo. Ainda temos alguns dias. Por observar os treinamentos dos pilotos que já estão aqui, tenho certeza de que será uma prova dura. O público pode esperar uma boa competição”, ana lisou.