giro

Giro europeu a hidrogênio

O dia 13 de setembro é quase incrível na história dos veículos elétricos a células de combustível (FCEV): quatro fabricantes internacionais se juntaram para demonstrar que os FCEV não são mais a tecnologia do futuro, e sim de agora. Sete carros demonstrarão suas tecnologias separadas no European Hydrogen Road Tour 2012.

O evento vai durar um mês, com paradas em várias cidades européias, onde os interessados terão a oportunidade de experimentar os benefícios desse trem de força alternativo. Os test drives mostrarão que a única emissão nos canos de escape será água.

O evento chamará atenção de políticos, industriais, imprensa e público em geral para a necessidade de ampliar o sistema de distribuição e a infraestrutura do hidrogênio como combustível de automóveis. Ele teve início no dia 13 deste mês em Hamburgo, passando depois por Hanover ainda na Alemanha, Bolzano na Itália, Paris, Cardiff em Gales, Bristol, Swindon e Londres na Inglaterra, e Copenhagen, na Dinamarca. A empresa dinamarquesa H2 Logic Denmark fará o reabastecimento dos carros.

O giro rodoviário europeu 2012 é parte do projeto ‘H2 Move a Escandinávia’ e segue a experiência de uso de 19 FCEVs em Oslo e Copenhagen, que provou que mesmo em ambientes difíceis como os do inverno desses países sua infraestrutura é confiável.

O vice-presidente de comunicações externas e assuntos ambientais da Toyota Motor Europe comenta que “A Toyota tem estado ativa na tecnologia de células de combustível nesses últimos vinte anos e estamos trabalhando para comercializar nosso carro de próxima geração, em 2015. Esta é uma grande oportunidade para nossa companhia e seus associados demonstrarem a prontidão da tecnologia aos consumidores europeus.”

O Dr. Christian Mohrdieck, diretor de desenvolvimento do sistema de células de combustível da Daimler AG fala da importância desta tecnologia: “Em nosso caminho à mobilidade sem emissões, com sua maior autonomia e baixos tempos de reabastecimento, os FCEVs terão um papel central no futuro. No entanto, o sucesso da tecnologia depende crucialmente de certas condições estarem presentes, como a disponibilidade de uma infraestrutura nacional de hidrogênio.”
Thomas Brachmann, de pesquisa e engenharia automóvel da Honda R&D Europe GmbH, diz que “A Honda acredita que os veículos elétricos a células de combustível são a melhor solução para a mobilidade, uma resposta prática, limpa e quase silenciosa às necessidades do transporte.”

Allan Rushforth, COO (princiopal diretor operacional) e vice-presidente sênior da Hyundai Motor Europe descreve assim sua decisão de estar no Giro: “A Hyundai orgulha-se de participar integralmente no giro rodoviário a hidrogênio. O Hyundai ix35 FCEV demonstra claramente seu interesse em veículos elétricos a células de combustível e seus benefícios. À medida que sua disponibilidade e desempenho melhoram, podemos esperar que os FCEVs dêem mobilidade a futuras gerações de pessoas reduzindo dramaticamente as mudanças climáticas.”