Foto: Vinicius Maia, campeão brasileiro na categoria Superbike Light em 2010

Goiânia encerra BR de Motovelocidade com festa e títulos

Foto: Vinicius Maia, campeão brasileiro na categoria Superbike Light em 2010

Foto: Vinicius Maia, campeão brasileiro na categoria Superbike Light em 2010

O Autódromo Internacional de Goiânia recebeu neste fim de semana a última etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Repetindo o sucesso da 4ª etapa, também realizada na capital goiana, o evento teve grande público acompanhando os “pegas” dentro da pista e a comemoração dos últimos dois títulos que ainda estavam em disputa. A prova foi válida também pelo Campeonato Goiano da modalidade e também de Supermoto.

Correndo em casa e empurrado pelo público presente, o goiano Vinicius Maia venceu as duas baterias da categoria Superbike Light, superou o então líder na classificação geral, Giovani Mocelin, e conquistou seu primeiro título brasileiro na motovelocidade.

– Foi uma prova muito boa, para fechar um ano excelente para mim. Como era meu ano de estreia na categoria, tentei ser o mais regular possível. Eu também estava brigando pelo título goiano, mas priorizei o Brasileiro e felizmente acabou dando tudo certo – comemorou Vinicius.

O piloto goiano também somou pontos por ter feito a pole e por ter liderado o maior número de voltas nas duas baterias. Giovani Mocelin, que não disputou a etapa, terminou como vice-campeão da categoria em 2010.

– Ainda tive um pequeno problema na largada da primeira bateria, quando minha moto quase apagou. Cai para o quinto lugar, mas felizmente consegui me recuperar e voltar para a frente. No ano que vem vou subir para a categoria principal, a Superbike. Como é uma categoria com nível ainda mais elevado, vou tentar seguir o mesmo caminho deste ao, sendo regular e, quem sabe, no fim do ano terminar entre os três primeiros do Brasileiro – completou o piloto.

Outro título decidido também em Goiânia foi o da categoria 600cc. Depois de cair e não marcar nenhum ponto na 5ª etapa, disputada em Brasília/DF, o paulista Thales Navarro voltou com tudo para a última etapa. Apesar de a pole ter ficado nas mãoes de Eduardo Costa Neto, vice-líder, Thales liderou o maior número de voltas e garantiu sua quinta vitória na temporada e o título brasileiro. Eduardo Costa Neto foi o segundo e ficou com o vice-campeonato a apenas sete pontos do campeão.

Nas 250cc a vitória foi de Rafael Rodrigues, seguido por Josué Ferreira Araújo e Robson de Lima. O título da categoria já havia sido conquistado por antecipação por Marciano Santin. Na Superbike, Edson Morales venceu as duas baterias, mas o título já pertencia ao paulista Pierre Chofard. Não houve disputa da categoria 125cc, que já tinha em Fabiano Vaz o seu campeão.