Foto: Curva Dual Sport - André Garcia

Gosto não se discute, Pinhão re-cozido, Financiamento, Consorcio.

Foto: Curva Dual Sport - André Garcia

Foto: Curva Dual Sport - André Garcia

Prezados! Recém adquiri uma falcon 2007. Estou acostumado a ex-twister e ex-cbx750, ambas num estilo mais racing. Na falcon pego muito vento no peito, devido a posição mais ereta do que as anteriores. Será que uma bolha pequena ajudaria na minha situação? Meu uso é quase meio a meio, cidade e estrada (moro longe da cidade). O que me sugerem, sem danificar a estética? Um abraço e parabéns pelo site, é leitura obrigatória!

R: Gustavo, de fato essa moto não se adequa tão bem na estrada quanto a Twister e muito menos como a CBX 750. Na sua concepção ela foi projetada para dar o maior conforto em percursos de velocidade mais baixa e em terrenos mais acidentados. Por causa disso a postura do condutor fica sujeita aos efeitos do vento e de fato pode incomodar quem não está acostumado. A instalação de uma bolha pode ajudar nesse aspecto mas você vai ser prejudicado em outros como na economia de combustível e na velocidade final, nem vou discutir o aspecto estético.
O que se costuma fazer nesses casos é sentar bem na frente do banco e andar com o corpo mais inclinado à frente flexionando os braços, isso ajuda também nas curvas. Coloque o queixo sobre o manete do lado de dentro da curva, ou no meio do guidão nas retas, você vai ver que vai ficar muito mais relaxada e confortável a sua condução e também mais eficiente. Boa sorte

Foto: Pinhão mole faz rebarbas - Bitenca

Foto: Pinhão mole faz rebarbas - Bitenca

Oi bitenca td bem minha duvida e a seguinte tenho uma Sundown stx trail e a moto acaba com o pinhão muito antes do resto da relação troquei so ele com 6000km ficou bom e agora com 11200km ele ja foi de novo e normal o pinhão desgastar antes da corrente e coroa ou so a stx faz isso?li casos parecidos no orkut mas sem conclusão desde ja obrigado, Ricardo, 26, Guarujá, SP.

Ricardo, me parece que você está encontrando peças com defeito de fabricação. A dureza do aço utilizado na confecção do pinhão deve ter a sua dureza compatível com a das outras peças, a corrente e a coroa. Assim elas devem se desgastar em conjunto, nunca uma mais do que a outra. Se isso ocorrer a vida desse grupo de peças é encurtada como um todo.
Por exemplo, se os dentes do pinhão se desgastam prematuramente um esforço adicional é transmitido para a corrente porque os dentes não se encaixam nos seus vãos de forma uniforme e então os pinos da corrente recebem uma tração adicional e se desgastam mais rápido.
Por sua vez, ao aumentar a distância entre os roletes da corrente, como conseqüência do desgaste dos pinos, o perfil dos dentes da coroa também vão deformar acompanhando esse aumento de distância entre os pinos.
Essa é a “vida” da relação de transmissão, se algum dos componentes tiver a qualidade muito diferente da dos outros dois esse passa a contaminar os adjacentes e comprometer todo sistema.
Por sorte (ou azar) a diferença de qualidade do pinhão é tão grande que não chega a afetar de forma significativa as outras peças, você está trocando antes, ainda bem que é o pinhão que é mais barato, porque se fosse a coroa a peça de qualidade duvidosa você fatalmente perderia o conjunto, a corrente não suportaria a falta de apoio dos dentes.
Os metalúrgicos costumam comparar a dureza das peças de uma forma empírica, batendo com um pedaço de metal e ouvindo o tom que ressoa do contato. Quanto mais agudo e metálico (como um sino) for o som, mais dura é a peça. Escolha
no seu revendedor uma peça que tenha esse som mais adequado. Ou melhor ainda, se o lojista deixar passe uma lima na ponta do dente. Ela deve deslizar sem retirar material, comprovando a dureza adequada da peça. Boa sorte

Venho atraves desta pedir a caros amigos orientaçao sobre financiamento que esta sendo falado caixa/b.do brasil para moto frete ou moto taxista pois ja fui a estes banco e segundo eles nao sabem como proceder.sem mais aguardo resposta , Márcio, 38, Londrina PR

R: Marcio, pode ser que sua agência ainda não recebeu instruções mas se você insistir com a gerência eles devem se informar com a diretoria do banco para lhe orientar. Foi amplamente divulgada essa notícia e as agências bancárias
devem se manifestar, acho que é caso de insistir.
Boa sorte

Adquirí uma cota de consórcio para compra de uma moto yamaha XT660R (Grupo: 004749,Cota: 0361)em 21/01/2009 no plano de 60 X R$ 596,87. Verifiquei no site da yamaha que a moto está sendo vendida agora por R$ 567,03 em 60 vezes. No contrato de adesão diz no item 6: Diferença de prestação e manutenção do poder aquisitivo do grupo letra b) se o preço do bem for reduzido, o excesso de saldo do fundo comum ficará acumulado para a assembléia seguinte, ficando as prestações proprocionalmente reduzidas, de acordo com a variação do preço do bem. Fiz a pergunta ao sac da yamaha que me mandou ir na loja, fui na loja hoje pela manhã e a atendente me orientou a entrar em contato com o sac da yamaha. Fiquei igual a bola de ping-pong de um lado para o outro. Ressalto que o valor do crédito continua o mesmo: R$ 28.202,00. Meu interesse é no bem e não no crédito, se tiver direito a redução do valor da prestação, quero o direito. No aguardo Atenciosamente, Ricardo, 41, Recife, Pernambuco.

R: Olá Ricardo, Normalmente quando ocorre uma variação do preço do bem do consórcio a administradora é quem faz o cálculo para as prestações seguintes, isso é automático e o seu crédito é atualizado em termos de proporção do bem mas não muda de valor.
Na documentação do seu contrato deve ter descrito a forma de contato com a administradora que pode ser por telefone ou por site, veja no link abaixo como entrar em contato pelo SAC YAMAHA ou ainda a ouvidoria. Abraços,