Governo vai baixar preço do gás de cozinha. E a gasolina…

O governo prepara-se para anunciar nesta semana, um corte da ordem de R$ 3,00 no pre‡o ao consumidor do g s de cozinha e ‚ poss¡vel que haja ainda, uma redu‡Æo no pre‡o da gasolina.

Ambas as medidas serÆo motivadas pela recente queda na cota‡Æo do d¢lar e pelo recuo na cota‡Æo do barril de petr¢leo. Na avalia‡Æo da  rea econ“mica do governo, os pre‡os cobrados pela Petrobr s estÆo defasados com rela‡Æo …s cota‡äes internacionais.

Segundo a ata da £ltima reuniÆo do Comitˆ de Pol¡tica Monet ria (Copom), os pre‡os internos dos combust¡veis estÆo acima do pre‡o internacional. “Considerando as cota‡äes externas dos pre‡os desses produtos e do d¢lar americano em 15 de junho, essas margens situam-se na ordem de 8,5% para os pre‡os da gasolina e do GLP (g s de cozinha), de 24% para o pre‡o do ¢leo diesel e de 13,8% para o pre‡o do querosene de avia‡Æo”, diz o documento.

Com isso, o Executivo federal atacar  um ponto que incomoda o presidente Luiz In cio Lula da Silva desde o primeiro dia de seu mandato: o peso do g s de cozinha no or‡amento das fam¡lias de baixa renda. Al‚m disso, a redu‡Æo do pre‡o dos combust¡veis ajudar  a contrabalan‡ar o impacto do reajuste das tarifas de telefonia nos ¡ndices de infla‡Æo. Ter , ainda, o efeito de minimizar estragos na popularidade do presidente Lula por causa do aumento das companhias telef“nicas.

As medidas em estudo envolvem principalmente o g s de cozinha. A redu‡Æo do d¢lar e do petr¢leo permitir  … Petrobr s promover um corte em seus pre‡os. No entanto, nÆo ‚ s¢ a estatal que responde pelo pre‡o do botijÆo de g s. H  ainda o peso dos tributos e as margens de comercializa‡Æo, consideradas elevadas. Por isso, o governo negocia uma redu‡Æo junto aos distribuidores e revendedores. “Todos os agentes tˆm de fazer alguma coisa”, costuma dizer o presidente da Petrobr s, Jos‚ Eduardo Dutra, quando questionado sobre o assunto.