GP de Assen- Alex Barros tenta diminuir desvantagem

O primeiro dia de treinos para a s‚tima etapa do campeonato mundial serviu, principalmente, para Alexandre Barros e a equipe Tech 3 tentarem buscar ajustes e solu‡äes para diminuir o “gap” t‚cnico atual das motos da Yamaha em rela‡Æo …s da Honda e da Ducati.

Apesar dessa momentƒnea desvantagem, o piloto brasileiro conseguiu fazer a quarta melhor volta do dia nos 6.027 metros da sinuosa e veloz pista holandesa. Mesmo sendo o circuito onde Alexandre Barros tem conseguido alguns dos seus mais memor veis desempenhos, desta vez nem mesmo a superioridade da pilotagem do brasileiro tem sido suficiente para equiparar a Yamaha M1 as Honda de Valentino Rossi, Max Biaggi, Sete Gibernau, Nick Hayden e Tohru Ukawa e as Ducati de Loris Capirossi e Troy Bayliss. E na Holanda tamb‚m a Aprilia do americano Colin Edwards apresentou uma grande evolu‡Æo, superando todas as Yamaha, exceto a de Barros.

Os engenheiros da Yamaha permanecem trabalhando com grande empenho para conseguir uma evolu‡Æo mais not vel nos prot¢tipos M1 e prometem apresentar boas novidades ainda nessa primeira metade do campeonato. Mas at‚ agora os esfor‡os nÆo foram recompensados.

Na primeira sessÆo de treinos na pista de Assen, o “Free Practice 1″ -ou “Treino Livre 1″ numa tradu‡Æo direta-, Barros foi o sexto colocado, atr s de Rossi, Biaggi, Edwards, Capirossi e Bayliss, marcando a melhor volta em 2’03.009. No treino com validade para a forma‡Æo do grid de largada, o “Qualifying Practice 1″ realizado na parte da tarde, o piloto brasileiro conseguiu se superar em muito, ficando com a quarta melhor marca e conseqentemente a quarta posi‡Æo no grid. Barros marcou 2’01.040. Mais r pidos que o piloto da Gauloises/Yamaha foram os italianos Valentino Rossi -2’00.496-, Max Biaggi -2’00.677- e Loris Capirossi -2’00.