Primeira etapa do GP Gaúcho de Motovelocidade em Guaporé (RS)

GP Gaúcho ganha status de campeonato oficial

Uma reunião entre os presidentes da FGM – Federação Gaúcha de Motociclismo e o presidente da AGEM – Associação Gaúcha de Esportes Motociclísticos definiu os rumos do campeonato estadual gaúcho de motovelocidade. O GP Gaúcho de Motovelocidade, organizado e realizado pela AGEM, será o campeonato oficial da modalidade no Rio Grande do Sul e terá, a exemplo dos anos anteriores, a supervisão da FGM.

Primeira etapa do GP Gaúcho de Motovelocidade em Guaporé (RS)

GP Gaúcho agora é o Campeonato Gaúcho de Motovelocidade

A competição terá sua etapa de abertura realizada nos dias 05 e 06 de abril no Autódromo Internacional de Guaporé, sendo disputado em cinco etapas, com sete categorias em jogo: GP 1000, GP Light, GP 600, GPR 250, CB 500, GPR 125 e Fórmula Turismo 1000.

“Após muitos rumores, idas e vindas de notícias sobre o futuro do campeonato gaúcho de motovelocidade 2014, de como seria e quem organizaria, acredito que a decisão tomada foi a melhor em prol do esporte. O resultado da reunião entre FGM e AGEM foi de fundamental importância para a engrandecimento do Motovelocidade e pilotos. Apenas um campeonato de grande expressão como é o GP Gaúcho”, disse Leandro Rad, presidente da AGEM.

A AGEM está com as outras quatro cidades que sediarão etapas do campeonato definidas, no entanto, ainda aguarda a divulgação das datas do campeonato Brasileiro de Motovelocidade para definir as datas que serão realizadas. O regulamento encontra-se disponível no site do GP Gaúcho.

“Temos como objetivo da nossa gestão, atender da melhor forma possível o motociclismo do RS, dando condições para que as competições sejam expressivas e com bom nível. Depois de várias conversas chegamos a um acordo com o Leandro Rad, onde a AGEM irái gerir o campeonato. Acho que temos chances de termos uma grande competição, pois os pilotos mostraram-se ao lado do Leandro, então acredito que vão prestigiá-lo e ajudá-lo a fomentar esta que é uma linda e competitiva modalidade”, declarou Paulo Della Flora, presidente da FGM.