Adam Chatfield está na disputa do Arena Cross

Grandes disputas na etapa de abertura do Arena Cross

Adam Chatfield o grande vencedor da noite

Adam Chatfield o grande vencedor da noite

Casa cheia, clima agradável e grandes corridas foram o cenário da etapa de abertura da temporada 2012 do Arena Cross, realizada neste sábado (04), no Bio Parque de Curitiba (PR).

Foi a primeira vez que a competição realizou uma prova na Capital e o público curitibano compareceu em peso, vibrando com as disputas das cinco categorias – 50cc, 65cc, Júnior, MX2 e PX Pró – que tiveram muitas quedas e ultrapassagens emocionantes.

Com o apoio da torcida, Adam Chatfield #407 da MX Pró e Rafael Faria #116 da MX2, venceram a etapa inédita. Na Júnior, Fábio dos Santos #87 começou o campeonato com o pé direito e nas categorias mirins 50cc e 65cc, Gabriel Andrigo #10 e Arthur Todeschini #3 saíram vitoriosos.

50cc e 65cc – A 50cc abriu as provas da noite com Gabriel Andrigo liderando de ponta a ponta na pista curitibana. Rafael Araújo #99 que vinha na 2ª posição chegou a ameaçar o líder algumas vezes, mas cometeu alguns erros e acabou perdendo a posição para Carlos Pereira “Dadalzinho” #1, que vinha em 3º. Os três Subiram ao pódio com Andrigo no lugar mais alto, Dadalzinho em 2º e Araújo completando na 3ª classificação.

Na 65cc, a cena se repetiu, agora com o catarinense Arthur Todeschini #3 liderando. Renato Muguinho #101 disputou a ponta com Todeschini, mas caiu e acabou perdendo a posição para Leonardo Nunes #15. Todeschini também chegou a cometer um erro e por conta disso quase perdeu a liderança, mas conseguiu levar a primeira bandeirada vencendo também de ponta a ponta. Renato Paz conseguiu recuperar o ritmo terminando em 2º e Thiago Brenner acabou a prova na 3ª posição.

Júnior – Leonardo de Souza #45 fez o holeshot da categoria, seguido de Ricardo Jurça #991, Vitor Almeida #111, Gustavo Pessoa #117 e Fábio dos Santos #87. Souza e Jurça disputaram a liderança lado a lado, mas Jurça despontou o adversário e tomou a ponta. Pessoa alcançou o líder, mas caiu indo parar em 4º. Fábio dos Santos já estava na 3ª posição e com ritmo forte aproveitou o erro de Pessoa e alcançou o líder, disputando e conquistando a vitória. Fábio dos Santos venceu, Ricardo Jurça terminou em 2º e Gustavo Pessoa em 3º.

MX2 – Hector Assunção largou na frente, com Rafael Faria #116 na 2ª posição, Endrews Armstrong #12 e o americano Sean Lipanovich #505 vindo atrás. Thales Vilardi #27 caiu ainda no início da prova indo para a 12ª posição, que o obrigou a fazer uma prova de recuperação. Dudu Lima #2 também sofreu uma queda e abandou a prova na 16ª volta. Gabriel Gentil #6, Lipanovich e Armstrong se envolveram num acidente e perderam posições. Hector Assunção vinha liderando, mas também caiu e perdeu a ponta para o paranaense Faria, que a administrou até o fim. Anderson Amaral #83 que vinha em 3º também se aproveitou do erro de Assunção e subiu uma posição, levando a bandeirada final na 2ª posição. Hector Assunção completou o pódio.

MX Pró – Vindo da liderança do classificatório, o curitibano Jean Ramos #998 foi quem fez o holeshot das duas baterias da MX Pró. Disparado na frente da primeira prova da categoria, o piloto saiu seguido do conterrâneo Leandro Silva #14, do inglês Adam Chatfield #407 e do venezuelano Humberto Martin #101. O espanhol Carlos Campano não largou bem, mas logo chegou para disputar as primeiras posições. Na prova de estreia, Campano ultrapassou um a um e chegou com facilidade na 2ª posição disputando a liderança. Mesmo ameaçado pelo estrangeiro, Jean Ramos sentiu-se bem a vontade na pista de casa e conseguiu se afastar do perigo e vencer a corrida. Atrás, conclui a prova Carlos Campano em 2º e Adam Chatfild na 3º classificação. O “japonês voador” Eduardo Saçaki, que retornou oficialmente às corridas na etapa de abertura, não concluiu a prova.

A 2ª corrida da MX Pró fechou a noite com a prova mais emocionante. Novamente Jean Ramos partiu para a liderança com um ritmo agressivo. Leandro Silva começou bem em 2º, e Adam Chatfield e Rafael Zenni nas 3ª e 4ª posições. Campano também não fez uma boa largada, mas logo chegou a 3ª posição, disputando com o inglês. O espanhol quase caiu, mas se recuperou e chegou ao líder, andando lado a lado. O público vibrou nas arquibancadas com a disputa, mas mesmo com o apoio da torcida Jean não resistiu a pressão de Campano. O espanhol vinha para levar a bandeirada quando desacelerou e desavisado, Adam Chatfild o ultrapassou praticamente na linha de chegada e levou antes a bandeira quadriculada. A corrida terminou com o inglês no alto do pódio, Carlos Campano em 2º e Jean Ramos completando.

Na soma das duas baterias o inglês levou novamente a vitória, com 35 pontos. Jean Ramos empatou com Chatfield, mas no critério de desempate o vencedor da 2ª corrida leva a vantagem. Carlos Campano ficou em 3º, com 34 pontos.

Os pilotos se preparam agora para mais uma prova inédita do calendário, dessa vez no Estado de Santa Catarina dia 01 de setembro, na cidade de Balneário Camboriú.