Rafael Fonseca deu o primeiro passo em busca do seu décimo título brasileiro de supermoto - foto: Mori Action Media

Grid lotado na abertura do BR Supermoto 2016

A abertura do Campeonato Brasileiro de Supermoto 2016 foi realizada no último final de semana, em Anápolis (GO). Os pilotos lotaram os grids nesta 1ª etapa da competição.

A forte chuva que caiu no sábado obrigou a organização transferir os treinos. Mas no domingo o sol apareceu e os pilotos deram um show na pista, acelerando nas oito categorias: SM1, SM2, SM3, SM3 Pró, SM4, SM1 Stock, SM Bikers e SMF (Feminina).

Rafael Fonseca deu o primeiro passo em busca do seu décimo título brasileiro de supermoto - foto: Mori Action Media

Rafael Fonseca deu o primeiro passo em busca do decacampeonato brasileiro de supermoto – foto: Mori Action Media

Na SM1 o nível da competição foi muito elevado. Brigas boas até a quinta colocação. Mas o piloto Rafael Fonseca venceu as duas baterias de ponta a ponta. “Vencer uma abertura de campeonato é sempre bom, ainda mais quando se busca o décimo título. Fiz a pole e venci as duas baterias, ficando com a liderança do Brasileiro na SM1″, ressaltou Rafael Fonseca, que possui nove títulos na categoria.

Os pilotos da SM2, Wilson Guimarães e Pedro Rehn, protagonizaram uma das disputas mais eletrizantes da abertura do campeonato. Na primeira bateria, Rehn venceu, mas Guimarães pressionou a prova inteira e ficou na segunda colocação. Já na segunda prova do dia, Rehn estava na frente novamente e Guimarães buscando a primeira colocação até que conseguiu fazer a ultrapassagem a assumir a ponta.

Na SM3, Khadun Barbosa Lima venceu as duas baterias e ficou com a primeira colocação. Já na SM3 Pró, Luiz Felipe Madeira Teixeira terminou as duas baterias na frente e somou 50 pontos. Na SM4, Danilo Antonioli de Araujo levou a melhor na primeira bateria, enquanto Ricardo Kazumi Sato foi o mais rápido na segunda prova do dia.

A abertura ainda contou com três novas categorias implantadas nesta temporada. Na SM Bikers, destinada aos pilotos que praticam motovelocidade, Irineu Trudes Junior saiu na frente com duas vitórias, seguido por Fernando Becker que ficou em segundo nas duas baterias.

Na SM1 Stock, destinada a motos importadas até 250cc 2t ou até 510cc 4t e que devem ser mantidas mais originais possíveis, quem começou com vitória foi Pedro Claudio de Azevedo Rehn. Irineu Trudes Junior ficou com a segunda colocação. Na categoria feminina, a SMF, mais uma novidade nesta temporada, Sarah Conessa de Moura, a fera do automobilismo gaúcho ficou em primeiro, Cristina Rosito em segundo e Márcia Reis na terceira posição.

“Foi muito legal a abertura. Estou acreditando muito que esta será uma grande temporada. Estamos evoluindo e a modalidade crescendo. Muitos pilotos estão participando e devemos ter um grande número de competidores nas próximas provas”, comentou a diretora de Supermoto da CBM, Daniella Velasco.

Nesta temporada, com as mudanças no regulamento da modalidade, os pilotos voltaram a poder pontuar em até duas categorias.

Separador_motos