Grizante da Extra Caloi chegou em 6o no contra-relógio

O paulista Andr‚ Grizante foi o ciclista mais bem colocado da Extra Caloi Suzano na prova contra-rel¢gio de 7 km que abriu a 48¦ Volta de Porto Alegre na noite desta quarta-feira, na capital ga£cha.

Ele chegou em sexto, 14 segundos atr s do vencedor, o catarinense Soelito Gohr, da Scott/Marcondes C‚sar/Fadenp, de SÆo Jos‚ dos Campos. A Volta de Porto Alegre conta pontos para o ranking da UniÆo Cicl¡stica Internacional (UCI), que vai definir os pa¡ses participantes da Olimp¡ada de Atenas.

“Fiquei muito satisfeito com o resultado do Grizante. Como nÆo temos nenhum especialista nessa prova, nosso planejamento era chegar, no m ximo, 20 segundos atr s do vencedor. E essa expectativa foi superada”, afirmou o t‚cnico da Extra Caloi, o ex-campeÆo mundial Mauro Ribeiro. “No come‡o do ano, fic vamos 50 segundos atr s do vencedor num percurso dessa mesma distƒncia”, completou

Depois de Grizante, o ciclista da Extra Caloi mais bem colocado foi Renato Rohsler, que chegou em oitavo, 25 segundos atr s do vencedor. Depois vieram Jos‚ Aparecido dos Santos, o Zezinho (17§ – a 33 segundos), Jean Carlos Morowski (18§ – a 36 segundos), Cleber Neves (35§ – a 52 segundos) e Rodrigo de Melo Brito, o MorcegÆo (48§ – a 1min06seg).

A vit¢ria de Soelito Gohr, campeÆo da Volta do Paran  encerrada no £ltimo final de semana, nÆo fui surpresa para o treinador da equipe de Suzano. “Ele est  muito bem, vivendo uma fase excepcional e cheio de moral. Isso ‚ bom para o ciclismo brasileiro”, disse.

Nesta sexta, os ciclistas terÆo pela frente a segunda etapa, com percurso de 126 km entre Tramanda¡ e CapÆo de Canoa. Na tarde de quinta-feira aconteceu a primeira etapa, a mais longa da competi‡Æo, com 149 km entre Porto Alegre e Tramanda¡.

Para Mauro Ribeiro, o vento pode definir o campeÆo da Volta de Porto Alegre. “O percurso ‚ muito t‚cnico, mas correndo a beira-mar o vento se torna uma montanha. Assim, uma fuga bem organizada pode resultar numa diferen‡a muito grande e dif¡cil de ser tirada”, explicou.

Apesar de nÆo ter nenhum ciclista entre os cinco primeiros colocados na contra-rel¢gio, o t‚cnico continua confiante no desempenho da equipe de Suzano. “Estamos evoluindo a cada prova. As coisas estÆo num bom caminho e podemos vencer. Nada mudou em rela‡Æo a nossa expectativa”, afirmou.

Lnforma‡äes sobre a equipe no link abaixo.