Grupo testa e aprova capacete Mormaii em expedição à Patagônia

Grupo testa e aprova capacete Mormaii em expedição à Patagônia

Grupo testa e aprova capacete Mormaii em expedição à Patagônia

A Patagônia, no extremo Sul do continente americano, é um dos principais destinos para os amantes da aventura sobre duas rodas. Em novembro deste ano, um grupo formado por onze motociclistas percorreu cerca de 2.800 quilômetros em oito dias (de 12 a 19/11), por estradas tradicionais do Chile e Argentina, como a Carretera Austral, parte da lendária Ruta 40 e a bela Ruta 71, cruzando o Parque Nacional Los Annerces, em plena Cordilheira dos Andes.

O grupo foi organizado pela Casa de Máquinas, revendedor autorizado KTM no Rio Grande do Sul, e formado pelos gaúchos Henrique, Carlos, Marcelo, L.A. Alves, J.R. Tocchetto, J. Dalaqua e Waldir. Além do carioca Flavio, o catarinense Hamilton Arins, o austríaco Christian e Alexandre Möller, chefe da equipe Casa de Máquinas. O time foi acompanhado por um veículo de apoio, com Joadir e Rafael garantindo o auxílio mecânico e socorro de urgência para os pilotos durante a viagem.

Os integrantes da Expedição Patagônia conheceram regiões ricas em belezas naturais no Sul do continente, como as Grutas Marmol, no Lago General Carrera, Chile. Além de serem presenteados com vários dias de sol e temperatura agradável durante a viagem, algo incomum na região de clima inconstante.

Grupo testa e aprova capacete Mormaii em expedição à PatagôniaA gastronomia local, com iguarias como trutas, salmões, camarões e cordeiro patagônico, além de queijos e salames, acompanhados por um bom vinho local, fez os pequenos imprevistos da viagem, com pneus furados e quedas, perderam a importância.

Para enfrentarem as condições climáticas adversas que predominam na região mais austral do continente, os integrantes da Expedição Patagônia optaram por utilizar o capacete Cross Converse, da Mormaii.

Ao retornar da viagem, Alexandre Möller listou suas considerações sobre o capacete. O experiente motociclista, e um dos organizadores das expedições que a Casa de Máquinas realiza durante o ano, avaliou que o nível de ruído externo com o uso do equipamento se torna “baixíssimo”, aumentando o conforto do motociclista durante as viagens longas.

Möller também destacou a boa visibilidade proporcionada pela viseira, que tem laterais amplas, além de avaliar o acabamento e forro como “perfeitos”. “O capacete Converse possui pala bem fixada e sem trepidação, o que é normal se encontrar neste tipo de capacete on/off Road, possui ventilação eficaz e nada fica devendo aos melhores do mercado”, definiu o motociclista.