Foto: GS 500 em breve

GS 500, segurança, netpress, futuro, torque etc

Foto: GS 500 em breve

Foto: GS 500 em breve

Tite; Sou fÆ seu e venho atrav‚s deste e mail, solicitar de vc que fa‡a um teste avaliativo na GS-500 E da Suzuki. Pretendo compra-la mas antes gostaria de ver as opniäes de um profissional.
Diego – Santo Antonio – Ba

R: Eu j  fiz o teste, mas ainda nÆo publiquei.

Seguran‡a
Tite, Foi s¢ virar artista de filme e j  aparece em rede nacional na Band, dando entrevista sobre a seguran‡a do motociclista. Cara, fale mais sobre isso, ponha um banner e crie uma coluna no site. Vocˆ conhece o assunto, ‚ formador de opiniÆo e pode fazer algo. Precisamos nos conscientizar de que n¢s motociclistas precisamos de seguran‡a e, sobretudo, PAZ no trƒnsito. Todos estamos sujeitos a trag‚dias, …s vezes irrepar veis. Vamos ameniz -las. Chega de mÆes chorando
Ronam – Lagoa da Prata, MG
Tite, finalmente consultaram algu‚m do ramo para falar na Band sobre as motos. A TV critica muito as motos, quando na verdade os problemas sÆo os maus condutores e etc.
Charles – Serra Negra- SP

R: Caramba, Ronam, h  25 anos nÆo fa‡o outra coisa a nÆo ser escrever sobre seguran‡a de motociclista. Vc ainda acha pouco?

Netpress
Tite, parab‚ns pelo artigo no NETPRESS, ‚ uma nova e eficiente forma de intera‡Æo com os motonliners. Acredito que nos pr¢ximos anos alguns paradigmas serÆo quebrados, e o Motonline, como sempre, pioneiro, investindo em novos meios de m¡dia. Um abra‡o, sa£de, sucesso e rock n roll!
Danilo – Sao Paulo, SP

R: pra quem ficou boiando, acesse o site www.netpress.com.br

2008
Grandes Tite e Biagio! Na se‡Æo Cartas dos Leitores vocÒ comentou que a Yamaha ja apresentou a linha 2008, e a Fazer continua a gasolina, algumas pessoas dizem ja ter visto a moto na concession ria e juram que as cores continuam as mesmas. Ai pergunto: 1) s¢ mudou adesivo mesmo? 2) Mesmas cores? 3) E uma tal de Fazer Sport Black, moto toda preta limitada de 5 mil unidades ‚ verdade isso? 4) Pergunta que nÆo quer calar: Sai ou nÆo as benditas 350/400cc HONDA/YAMAHA?
Paulo – Campinas, SP

R: 1) sim; 2) Sim; 3) nÆo sei; 4) nÆo sei!

Torque
Apenas para complementar a explica‡Æo do Tio Tite na resposta para o Ebnezer – bras¡lia: kgf (kilograma for‡a) ‚ unidade de FOR€A. Torque tem como unidade de medida kgfm e kgfm ‚ a for‡a MULTIPLICADA pela distancia. Ou seja nÆo ‚ kilograma-for‡a POR metro e sim kilograma-for‡a VEZES metro.
Sergio – Santo Andr‚, SP

R: V rios especialistas e engenheiros vieram me corrigir sobre esse assunto. No entanto as quatro opera‡äes matem ticas sÆo acompanhadas de suas devidas preposi‡äes: somado (ou adicionado) A; subtra¡do DE; multiplicado ou dividido POR. Se a f¢rmula se apresenta com um pontinho entre o Kgf e o m (Kgf.m), logo ‚ uma MULTIPLICA€ÇO. Quando escrevi “kilograma POR metro”, seguido da f¢rmula est  subentendido que ‚ MULTIPLICADO por e nÆo DIVIDIDO. Matem tica e gramaticalmente nÆo existe a opera‡Æo matem tica “vezes”. Isso ‚ conceito do senso comum! Mesmo assim, valeu a corre‡Æo, S‚rgiÆo!

Hornet
Tite! Estou em vias de adquir uma Hornet e em fun‡Æo disso comecei a pesquisar … respeito. Tenho lido seus comentarios, testes e cartas de leitores, de que se trata de uma moto com boa estabiliade e sem necessidade de amortecedor de dire‡Æo, mas tenho ouvido muitos coment rios e relatos de pessoas que viram o chÆo em fun‡Æo de Shimmy mesmo em baixa/media velociade, 80-120 Km/h. Isso pode estar ligado a algum problema de falta de manuten‡Æo, balanceamento, pneu deformado ou algo mais? A informa‡Æo vale uma peixada Alagoana ou uma especialidade minha, “Einsbein” mit Eisenbahn bier.
Patric – Macei¢ – al

R: Uh, viele danke fr das Einsbein mitt sauerkrautt und Esisenbahn! Vie unger! So, esses seus amigos devem ter problemas porque eu j  pilotei a Hornet at‚ na estrada de terra, por v rias crateras e nem sinal de shimmy. Eles sÆo cuidadosos com a calibragem, balanceamento e troca dos pneus?

Comparativo
Para Paulo Couto sobre o “Comparativo: Moto grande, m‚dia ou pequena?”. A sua pseudo loucura, ou sua bebedeira de cerveja sem  lcool, ao comparar motos tÆo distintas fez me situar melhor dentro do meu pr¢prio gosto ou desejo pelas motos. Parab‚ns!
Jonny – Florian¢polis – SC

Cores
Fala Tiute! ‚ sobre as cores das nossas motos, eu acho as cores de hj muito caretas, nÆo q eu curta uma dt de 1988 com o quadro roxo banco amarelo e etc. mas ‚ q as cores q vem sÆo mei apagadinhas pq q as montadoras nÆo abrem um pouco + o leke de cores para nos consumidores.Veja a Fz da yamaha (a preta num conta) po so tem a azul-marinho e a vinho c num acha pobre de + ¤?
Rafael – niteroi. RJ

R: Rafa, sabia que ‚ falta de educa‡Æo comentar sobre cores com um dalt“nico?

Bonier
Tite, Corre‡Æo na tua informa‡Æo: onde se lia:”Visite el sitio del amig¢n www.bornier.com.” lˆ-se: www.bonier.com.br
Reginaldo – Curritiba/PR

R: Obrigado pela corre‡Æo!

XTZ 125 2008
Tite, sobre os lan‡amentos da Yamaha, acho q a fazer flex so mesmo para o modelo 2009. Aqui em Manaus j  estao nas concession rias as motos de 2008. A Fazer so muda o grafismo dos adesivos e nada mais. TÆo falando que vÆo reformular completamente a XTZ 125, vc sabe d algum boato?
Andre – Manaus – AM

R: J  revelei aqui h  meses que a Yamhaa est  para lan‡ar a XTZ 125M na versÆo supermotard.

Ped gio
Tite, NÆo sei se vcs podem publicar a mat‚ria abaixo, foi publicada num jornal de grande circula‡Æo aqui do Paran  (Tribuna do Paran ). Se nÆo puderem publicar, pelo menos fica a¡ a informa‡Æo: “Ped gio livre para motos: A ComissÆo de Constitui‡Æo e Justi‡a (CCJ) da Assembl‚ia Legislativa do Paran  aprovou ontem por unanimidade projeto de lei de autoria do deputado Mauro Moraes (PMDB), que isenta os propriet rios de motos do pagamento de ped gio, em todas as rodovias do Paran . Quatro outros projetos de igual conte£do, apresentados por outros parlamentares, foram anexados ao projeto do parlamentar peemedebista, que reapresentou nesta legislatura a proposi‡Æo em data anterior aos demais. Segundo justificativa do parlamentar, as motos e similares nÆo causam danos …s estradas e rodovias, muito menos ao meio ambiente. “Considerei trˆs importantes aspectos ao elaborar este projeto: o fato das motocicletas nÆo causarem dano …s estradas por suas caracter¡sticas de peso e tamanho, e por estas mesmas razäes, proporcionarem uma diminui‡Æo do trƒnsito e da polui‡Æo”, argumenta Moraes.
Tiago – Curitiba, PR