Harley by Cabeça de Ferro, folhada a ouro

Harley by Cabeça de Ferro, folhada a ouro

Harley by Cabeça de Ferro, folhada a ouro

“Old School” com toques high-tech. Assim é a Harley-Davidson Night Train personalizada pela Cabeça de Ferro, customizadora de Curitiba (PR)

Hoje, a customização de motocicletas é febre em todo mundo. Bons exemplos não faltam: a família Teutul, da Orange County Choppers (OCC); Russell Mitchel, da Exile Cycles – que estão no Brasil participando do São Paulo Moto Festival -; Marcus Walz, da Walz-Hardcore Cycles e Sam Nehme, da BMS Choppers. O Brasil também têm suas estrelas, entre elas, Ricardo Capistrano, da Cabeça de Ferro, customizadora curitibana que há 16 anos transforma motos em obras-de-arte.
Depois de quatro meses na oficina, a pacata Harley-Davidson Night Train 1998 se transformou em uma chopper de muita personalidade, no melhor estilo -old school-. Porém, todo sonho tem seu preço. Nessa metamorfose ambulante sobre duas rodas, um empresário de Maringá (PR) investiu R$ 30 mil (peças e mão-de-obra) para deixa a moto com a sua cara.

Para quem é leigo no assunto, o estilo -old school- retrata com simplicidade de formas as motos das décadas de 60. Ou seja, modelos sem tantos adereços, apenas modificações no chassi e no design. Nessa -antiga escola-, as motos são mais altas que compridas.

Harley by Cabeça de Ferro, folhada a ouroPara dar um acabamento diferenciado, a moto ganhou como elementos de decoração folhas de ouro, que foram aplicadas no tanque e nos pára-lamas. Este material é muito delicado e merece total dedicação. -O trabalho foi feito como na década de 50: folha de ouro, pincel e cola. Não utilizamos aerógrafo ou outra tecnologia mais moderna. Para dar o acabamento final usamos verniz-, conta Ricardinho, que administra, ao lado da esposa Betânia, um mix de atelier e oficina.

PASSO-A-PASSO – Depois do projeto aprovado, a HD foi totalmente desmontada. O quadro foi alongado e os tubos da suspensão dianteira foram trocados pelos fabricados pela Over Stock. Já a balança traseira foi alargada para receber um pneu Metzeler de 280 mm.

O trabalho de funilaria continuou nos pára-lamas e tanque, que ganhou um desenho pouco habitual: em forma de prisma. A moto recebeu novos guidão e escapamentos, que ganhou uma manta de amianto (assim, o cano de descarga não propaga tanto calor). Escape, tanque de gasolina e pára-lama foram feitos pela própria Cabeça de Ferro.

Para completar o projeto, essa HD recebeu outros diferenciais: rodas de alumínio da Performance Machine, modelo -Gatlin-, e o guidão foi montado por baixo da mesa da suspensão. Detalhe: Para finalizar, a moto ganhou pintura roxa e algumas peças importadas: um kit de relocação de embreagem, farol, manoplas, pedaleiras e piscas da marca Billet; manetes feitos pela V-Twin e velocímetro MMB.

O motor dessa -old school- é um dois cilindros e V da família Evolution, de 1340cc, que não recebeu nenhuma alteração mecânica, exceto a adoção de um carburador S&S Super E. -O resultado é uma moto que retrata uma época mágica do motociclismo, porém com toques de sofisticação, como as rodas de alumínio e com pneus de perfil baixo, responsáveis por certo ar provocativo e desafiador na motocicleta-, conta Ricardinho, que chegou recentemente dos Estados Unidos, onde fez um curso de injeção eletrônica na S&S, empresa que fabrica motores em V de alta performance.

SERVIÇO: Cabeça de Ferro – (41) 3016-8704