Harley-Davidson investe na Alta Motors, líder em motos elétricas

A Harley-Davidson anunciou hoje que realizou um investimento de capital na Alta Motors, líder na produção e desenvolvimento de tecnologia para veículos elétricos leves, com o objetivo de obter colaboração para acelerar o desenvolvimento de suas motos elétricas, anunciadas recentemente pelo CEO da empresa, Matt Levatich.

“No início deste ano, como parte da nossa estratégia de 10 anos, reiteramos nosso compromisso de construir a próxima geração de motos Harley-Davidson, em parte, investindo agressivamente em tecnologia de veículos elétricos”, disse Levatich. “A Alta demonstrou inovação e experiência em veículos elétricos e seus objetivos alinham-se com os nossos”, justificou.harley-davidson-livewire-800x425

O planejamento da Harley-Davidson prevê que as primeiras motos elétricas da marca estejam prontas para vendas no mercado norte-americano em 2019, ou seja, dentro de um ano, aproximadamente, no que a empresa chama de Projeto LiveWire, que já está sendo executado desde 2014, mas que agora ganha investimentos para aumentar a velocidade.

Desde a sua criação, em 2010, a Alta Motors projetou o que os especialistas norte-americanos consideram as moto elétricas mais avançadas do mundo, permitindo que todos, desde pilotos profissionais até novatos experimentem o que vem por aí. “Temos poucos anos de experiência, mas avançamos rápido e nossa tecnologia segue evoluindo”, disse o diretor e co-fundador da Alta Motors, Marc Fenigstein. “Nós acreditamos que as motocicletas elétricas são o futuro e que as empresas americanas têm a oportunidade de liderar esse futuro. Estamos entusiasmados com o investimento da Harley-Davidson e seu desejo de compartilhar conosco essa visão”.

harley-davidson-livewire-electric-motorcycle-prototype_100470285_l

À medida que a inovação por propulsão elétrica agrega mais tecnologia e traz novos níveis de facilidade, acessibilidade e controle, as duas empresas acreditam que novos públicos vão se interessar por motocicletas, não apenas pelo lado ecológico, mas também pela facilidade do que os norte-americanos chamam de “twist-and-go” (torcer – o acelerador – e ir), o que para nós aqui seria algo como “enrolar o cabo” sem trocas de marchas ou qualquer ruído.

Em seu comunicado sobre o investimento na Alta Motors, Levatich disse: “Pretendemos ser o líder mundial em motocicletas elétricas e, ao mesmo tempo, permanecer fiel às nossas raízes de petróleo e gás, continuando a produzir um amplo portfólio de motocicletas que atraem todos os tipos de pilotos ao redor do mundo”.

separador_harley



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.