O Arena Cross chega a Goiânia no próximo dia 7 de setembro

Hoje (7/6) tem Arena Cross em Goiânia

Às vésperas da Copa do Mundo no Brasil, o clima de disputa entre os pilotos brasileiros e estrangeiros que vão disputar a 3ª etapa do Arena Cross aumenta cada vez mais. E é essa rivalidade que promete ser um dos temperos  da etapa que acontece neste sábado (7), na área de eventos do Flamboyant Shopping, em Goiânia (GO).

O Arena Cross chega a Goiânia no próximo dia 7 de setembro

Arena Cross promete muita rivalidade internacional na etapa deste sábado em Goiânia

Entre os integrantes da Equipe Honda Mobil de Motocross, além dos representantes do Brasil, estão um piloto de Portugal e um da Suíça, países que participam do Mundial deste ano, que começa no dia 12 de junho. E nos bastidores, já são esperados confrontos difíceis nos gramados e na pista.

Para o brasileiro Hector Assunção, da categoria MX2, o seu principal adversário é do mesmo time e fala a mesma língua. “Sei que a gente tem duas pedras portuguesas no sapato: Cristiano Ronaldo e Paulo Alberto. Seja no futebol ou motocross, vamos tentar batê-los”, brinca.

Paulo, atual líder da categoria com 40 pontos, leva a provocação com bom-humor e declara torcida pela equipe comandada pelo melhor jogador do mundo. “É claro que vou torcer para Portugal. Não sou fanático por futebol, mas quando é a seleção, eu gosto de assistir aos jogos e apoiar”, diz.

Já o suíço Julien Bill compara a maratona de viagens e treinos da equipe de motocross com os atletas da bola. Atual vice-líder da categoria Pró, com 60 pontos, ele reconhece a superioridade brasileira no futebol. “O time do Brasil é um dos mais fortes e ainda conta com a torcida em casa. Os dias de jogos serão uma verdadeira festa. Até lá, o meu foco é total para as competições. E o ritmo tem sido bem intenso, como a preparação das equipes de futebol”, lembra Julien, que está no terceiro fim de semana seguido de corridas.

Porém nem todos estão preocupados com os resultados dentro de campo. Wellington Garcia, também da Pró, vai aproveitar o período da Copa do Mundo para intensificar os treinamentos. “É claro que no futebol cada um torce pelo seu país, mas a rivalidade mesmo com o pessoal do motocross fica só na pista. A torcida pelo Brasil é importante, mas quero usar o período para treinar”, conta o goiano que espera fazer bonito na etapa do Arena Cross em casa. “É sempre bom contar com a nossa torcida. Para mim, correr em Goiânia é como o Brasil jogar no próprio país”, finaliza.

Além de Brasil, Portugal e Suíça, outros países que estão na Copa têm pilotos representantes na pista do Arena Cross. Pela Inglaterra, Adam Chatfield, da Vulcano Ipiranga IMS Levorin. Da mesma equipe e recém-chegado no Brasil, Kyle Regal, dos Estados Unidos, e Jetro Salazar, do Equador, que integra a Escuderia X. Os três disputam a categoria Pró.